Incrível!Controverso

Publicado 2016-12-23
924 Comentário

8 absurdos erros históricos nos filmes da Disney

Não é nenhum segredo que os autores dos filmes produzidos nos estúdios da Walt Disney muitas vezes se baseiam em personagens históricas para criar suas obras. No entanto, muitas pessoas têm receio de que o conteúdo de suas animações acabem misturando tanto os fatos com a ficção e, como resultado, confundam muito facilmente as pessoas. Os erros nos filmes da Disney, por vezes, surgem baseados em equívocos típicos, embora, em alguns casos, são propositais pois, revelar a verdade ao público seria demasiado cruel da parte dos produtores... Quais são as imprecisões históricas mais evidentes da sua animações? Vamos listá-las aqui!

1. "Pocahontas"

Ao conhecer a história da valente nativa americana, muitos perceberam que a Disney deturpou, muitas vezes, a história, dando um toque pessoal nos eventos. No filme, a filha do cacique se apaixona por um colonizador inglês, John Smith, mas na realidade ela tinha apenas 11 anos foi capturada e, mais tarde, foi feita esposa de um tal de John Rolfe. Juntos, eles tiveram um filho chamado Thomas...
Clique em "Página seguinte" para ler o restante do conteúdo do post.

2. "Mulan"

A história de Mulan é parte do antigo folclore chinês e, como se pode deduzir, ocorreu em algum momento entre os anos 386 e 538 d.C. No filme, os hunos tentam se apropriar do território do país, assassinando o Imperador... Onde está o erro? Bem, o título de Imperador fora utilizado pela última vez há cerca de um século antes do nascimento da lenda de Mulan, além de tampouco existir a Grande Muralha da China na dita época !

3. "Valente"

Os figurinos de alguns dos personagens não correspondem em nada com o a época do ocorrido. No que tange aos figurinos, os autores do filme confundiram períodos históricos. De acordo com os historiadores escoceses, os homens no filme pintam os corpos como seus antepassados da Idade do Ferro, enquanto as mulheres têm vestidos e materiais frequentemente usados entre os séculos XIV e XV. Você também tinha percebido que não estavam batendo?

4. "Hércules"

O cavalo alado, Pegasus, não tem sua origem no mito original de Hércules, e o malvado Hades apenas aparece nele... Como se isso não fosse suficiente, o protagonista do filme tampouco foi representado ali de acordo com a versão original grega... Segundo a mitologia, Hércules acabou enlouquecendo, assassinando sua esposa e filhos de uma forma muito brutal. Entende por que tiveram que omitir algumas partes da sua história?

5. "A Bela Adormecida"

Há algo também suspeito na cena final, em que Aurora e Philip dançam juntos. A história deste famoso conto de fadas tem lugar no século XIV: durante esse período bailava-se de uma forma que só permitia que as mãos se tocassem, no entanto, o príncipe abraça a princesa e coloca um dos braços em volta sua cintura. Isso teria sido super inadequado!

6. "Frozen"

Em um dos trabalhos mais bem sucedidos dos últimos anos, Elsa usa os fractais congelados e, embora refira-se à magia de gelo cantando sua canção Let It Go (que, na versão em português chamava-se "Livre estou"), na realidade ela não deveria ter feito isso. A palavra fractal foi adicionada ao dicionário de inglês em 1975, ou seja, sem a mais mínima correspondência ao tempo da ação do filme.

7. "A princesa e o sapo"

A animação conta a história de Tiana, que sonha em abrir seu próprio restaurante em New Orleans... na época da segregação racial de Jim Crow. Apesar do filme demonstrar isso como um sonho, seus planos simplesmente não poderiam se tornar realidade naqueles tempos terríveis, em que as condições de trabalho das pessoas de cor eram deploráveis. O casamento interracial naqueles tempos também teria sido ilegal!

Qual destes exemplos que você achou mais chocante? Você tinha reparado nesses erros ou foi a primeira vez que os notou? Você sabe de outras imprecisões relacionadas com os filmes clássicos? Se você gostou deste artigo, nos informe. Compartilhe o artigo com seus amigos e familiares e deixe um "Like" em nossa página no Facebook!

Fonte: Giphy

1504
O que a cor do batom diz sobre a sua personalidade
O que a cor do batom diz sobre a sua personalidade
Um batom bonito faz toda a diferença em uma maquiagem, ainda mais se estiver na cor certa. Mas, qual é a cor certa? A cor da pele e a do cabelo fazem a diferença na hora de escolher o batom ideal, mas isso depende mais da sua personalidade. Assim...
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Vitória Ferreira
Vitória Ferreira 21/02/17 07:30
Nn entendi Maria Clara Lima
Ellen Farias
Ellen Farias 21/02/17 07:30
Achei interessante saber sobre essas curiosidades. Não conhecia muitos desses fatos até hoje. Boa forma para aguçar a curiosidade sobre história.
Graziella Delmont
Graziella Delmont 21/02/17 07:30
Perdi minutos da minha vida lendo algo completamente desnecessário! Erros? Aí, Jesus amado..
Monica Copola
Monica Copola 21/02/17 07:30
Quanta bobeira! Arrependida de ter começado a ler. Perda de tempo.
Aline Silva
Aline Silva 21/02/17 07:30
Aii gente me poupe com esses "Tal erros" são apenas desenhos, tanta coisa realmente absurda acontecendo e a pessoa está procurando erro em desenhos.
Quézia Aguiar
Quézia Aguiar 21/02/17 07:30
Nathalia Hörlle qual/quais são suas bases para afirmar que "Pocahontas" só teve um romance com J. Rolfe na fase adulta? Pq com base no artigo do chefe Roy dá nação Powhatan, ela teria sido capturada com cerca de 12 anos, desposada em troca de sua "liberdade", teve filhos com cerca de 13 ou 14 anos e morreu aproximadamente aos 21 ou seja, morreu no início da fase adulta. Se vc puder cite outras fontes controversas e confiáveis por favor, acho a história dela mto interessante e concordo até aqui com o ponto de vista do Jean Mariano de que não somente ela mas tbm a nação dela foi desrespeitada tanto pelos colonizadores ingleses quanto pela produção americana do filme.
Manu Costetti
Manu Costetti 21/02/17 07:30
Vai ter topzera definido
Fabiola Leslie Inouye
Fabiola Leslie Inouye 20/02/17 07:28
Se fosse para ser didático, iria ser chato pra caramba.
Amanda Nascimento
Amanda Nascimento 20/02/17 07:28
Não se refira a pessoas negras como pessoas de cor !
Brair Oliveira Macedo
Brair Oliveira Macedo 20/02/17 07:28
Nao entendi nada na matéria kkkkkkk
Charles Souza
Charles Souza 20/02/17 07:28
Ainda bem que o filme do Rei leão foi perfeito
Sirlene Gabriel
Sirlene Gabriel 20/02/17 07:28
Ao nossa ninguém da importância pra essas coisas. ...o importante é que todo mundo viaja e adora...dá trabalho não
Isadora Amoras
Isadora Amoras 20/02/17 07:28
Se quisessem precisão histórica faziam um documentário, não um desenho infantil.
Caroline Pinho Winck
Caroline Pinho Winck 20/02/17 07:28
Kkk desde quando desenho animado é referência histórica? Fala sério!
Elza Maria Belchior Carlos
Elza Maria Belchior Carlos 20/02/17 07:28
Pelo amor de Deus gente...São desenhos, vão se preocupar com outros assuntos...Nada haver isso
Deizi Lorena
Deizi Lorena 20/02/17 07:28
A gente sabe que filmes, novelas peças teatrais e coisas do gênero possuem uma licença poética, até para se tornar mais bacana. As pessoas estão muito críticas e chatas. A gente não precisa ser isso ou aquilo, quando podemos ser do jeito que quisermos, desde que não prejudique ninguém. Vamos relaxar e deixar de ser tão "perfeitinhos"!
Pamella Rodrigues
Pamella Rodrigues 20/02/17 07:28
Acho que eles mencionam o casamento interracial porque o príncipe naveen quase se casou com a charlotte (a amiga da tiana)
Ellidhy Oliveira
Ellidhy Oliveira 20/02/17 07:28
"Pessoas de cor"? Ser, digite "negros". É mais apropriado. É correto. E não ofensivo. Afinal, branco tbm é cor e tenho certeza que não é a eles que o texto se refere.
Valéria Rocha
Valéria Rocha 20/02/17 07:28
Por acaso esses desenhos são documentários? Se até filmes voltados à adultos cometem gafes muitas vezes graves, por que um desenho infantil deveria ser fiéis aos detalges deste artigo?
Kelly Barreto
Kelly Barreto 20/02/17 07:28
Pura bobagem esse artigo! Estas História são apenas pra encantar e trazer uma lição boa paras as pessoas!!! Quem quiser estudar história e queira algo real, assista outro tipo de filme! Absurdo mesmo foi o tempo que esse autor perdeu escrevendo isso...