Incrível!ControversoAnimais

Publicado 2017-01-09
2 Comentário

Antes de comprar essas botas da moda, conheça sua origem terrível

Estar na moda é algo que exige muito cuidado, pois há itens que se tornam ultrapassados rapidamente e é um trabalho difícil manter um guarda-roupa capaz de armazenar tanto as peças em uso, quanto as defasadas. Dentre as inúmeras peças que podem compor o vestuário de alguém, há os sapatos. Algumas pessoas são viciadas em colecionar sapatos de todas as cores e modelos imagináveis.

O vício em sapatos é uma fonte inesgotável de despesas, já que sempre há um modelo novo para comprar. De salto baixo, natural, sintético, couro ou de plástico, os sapatos sempre possuem um modelo em alta ou marca queridinha dos adeptos. Uggs são conhecidos como o calçado mais confortável dentre os modelos de luxo. Mas o que está por trás de sua fabricação? Se você quer saber a história completa clique em "Página seguinte" para continuar lendo o conteúdo do post.

Quando compramos os produtos não costumamos parar para pensar em como eles foram coletados da natureza e nos limitamos a avaliar se o produto é confortável ou atrativo aos olhos. De fato, muitas vezes paramos para lembrar dos animais que morreram para se converter em nosso alimento, mas, por outro lado, não paramos para verificar o que há por trás da indústria têxtil. Por exemplo, devemos ter em mente que não só a lã das ovelhas é cortada, como também, em alguns casos, a pele do animal é dilacerada.

Para aumentar a consciência deste fato, uma organização reconhecida que luta pelos direitos dos animais colocou o seu olhar crítico sobre empresas associadas à indústria têxtil. Sua preocupação está voltada para as vítimas da moda, especificamente ovelhas que são vistas como matéria prima para a fabricação destas botas. Após descobrirem o método de fabricação do calçado, eles compartilharam o vídeo do procedimento, o qual nos fez se contorcer de embaraço só em pensar em comprar seus produtos.
Se você quer saber a história completa clique em "Página seguinte" para continuar lendo o conteúdo do post.

Embora seja verdade que a Peta foi acusado de manipular o vídeo acima, normalmente associado com tortura, e mostrar apenas o que nos dói ver, também é verdade que há um massacre relacionado à esta fabricação. Há muito desprezo pelas vidas desses animais, os quais são esfolados, molestados, abusados e transformados em uma peça de vestuário que em breve será esquecida nas profundezas de nosso armário. É verdade que alguns produtos de artesanato são desenvolvidos mediante meios mais respeitosas com o gado, mas o presente caso é bem diferente disso.

Embora anteriormente a lã tosquiada tenha se limitado a apenas cortar os pêlos dos animais, determinada empresa não enxergou esta estratégia como algo suficientemente rentável. Com a moda do prêt-à-porter, as empresas adquiriram a necessidade de produzir mais e mais produtos o mais rápido possível e isso criou uma falta de empatia entre os trabalhadores do setor que estão longe de mostrar respeito para com os artesãos antigos, seus animais e o trato com carinho que caracterizava essa relação.
Se você quer saber a história completa clique em "Página seguinte" para continuar lendo o conteúdo do post.

Depois de esconder câmeras dentro das empresas suspeitas de maus tratos com os animais, pudemos nos aterrorizar com as imagens registradas. Nelas você pode ver várias sequências em que os funcionários utilizavam de força bruta, chutes, arrogância e frieza com os animais que vivem na fábrica. As pobres criaturas morrem em meio à violência desnecessária para depois terem suas peles arrancadas sem nenhuma chance de sobrevivência.

Diferentes personalidades têm mostrado seus corpos nus sob o slogan "Eu prefiro ir nua em vez de usar couro." Um exemplo desta campanha foi representado pela famosa atriz Alicia Silverstone em um vídeo que mostra a crueldade a que foram submetidas as ovelhas desta marca de calçado. Depois de ver o vídeo, que advertimos ser repleto de imagens fortes, é possível observar o total desrespeito pela vida dos animais e sua objetivação pela indústria.
Se você quer saber a história completa clique em "Página seguinte" para continuar lendo o conteúdo do post.

O compromisso com o veganismo, que propõe tecidos alternativos, tais como o algodão, e reforço de alternativas sintéticas que defendem o direito da vida, está a ganhar cada vez mais espaço. Não duvidamos que esses produtos podem ser confortáveis e acolhedores, mas o fato de a empresa permitir o sofrimento desses seres vivos nos faz repensar a compra de seus produtos. Talvez se métodos mais humanos fossem empregados poderíamos considerar a produção digna de respeito.

Esta é precisamente a mensagem que tenta transmitir a associação através de várias campanhas realizadas em todo o mundo. Suas afiliadas, mais de 2 milhões, tem os ativistas que procuram mudar esta realidade de forma que as espécies sejam tratadas de melhor forma e não como simples objetos. Esperamos que isso ajude a aumentar a consciência de todos e faça com que você apenas use roupas que respeitem os animais. Sinta-se livre para compartilhar este artigo com todo mundo e deixe seu curtir em nossa página do Facebook!
Fonte: StarStock/ holahola/ youtube

20
Os 10 papas mais infames da História
Os 10 papas mais infames da História
Papas particularmente ruins praguejaram a Igreja do século 10 ao 16. Nessa época, havia uma enorme promiscuidade entre a política dos nobres e a da Igreja, e pessoas sem qualquer formação religiosa - ou sequer interesse na vida religiosa - podiam...
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Jéssica Caroline
Jéssica Caroline 12/01/17 07:04
Em Portugal, em época de inverno se usa muito... mas pode ser que algumas sejam sintéticos.
Marcia Brito
Marcia Brito 11/01/17 07:04
Eu odeio ter de ficar abrindo páginas pra ver o final