Incrível!Celebridades

Publicado 2017-02-27
0 Comentário

9 beijos de cinema que foram asquerosos para seus protagonistas

A palavra "trabalho" vem do termo latino "tripalium", um instrumento de tortura de escravos, portanto, já vem com uma conotação bastante negativa. Nem todo mundo gosta de trabalhar, obviamente; todos os trabalhos são igualmente honrados, mas há alguns mais fáceis do que outros. Consideramos que ser um ator ou atriz e "ter" que beijar Scarlett Johansson ou Brad Pitt não parece ser trabalho nenhum, muito pelo contrário. Mas há momentos em que você tem que beijar alguém que cheira muito mal ou você odeia de morte. Por tudo isto, aqui contamos sobre 9 beijos de cinema que foram asquerosos para seus protagonistas.

Liam Hemsworth e Jennifer Lawrence

Estes dois atores são muito bons amigos, inclusive, Liam diz que Jennifer é uma de suas melhores amigas e que a adora. Ainda assim, sabemos como Jennifer é natural, divertida e espontânea, de modo que cada vez que havia uma cena de beijo, Jennifer dizia "Ó! Olha o que eu acabei de comer” (mostrando alho ou atum, pelo menos ela se preocupava em variar) e “Eu não escovei os dentes." Assim a atriz contou a Jimmy Fallon, no "The Tonight Show".

Clique em ”Página Seguinte” para ver o resto do conteúdo do post.

Dakota Johnson e Jamie Dornan

Em "50 Tons de Cinza" todas as cenas são picantes, em que os atores ficam mais sem roupa do que com ela. É difícil pensar que esses protagonistas, que passaram mais tempo juntos do que separados, na verdade, não tinham nenhuma química entre eles; eles na verdade se odiavam e por isso tinham que repetir as cenas várias vezes. Dizem que "do amor ao ódio, é um passo", o que é exatamente o que aconteceu em "50 tons de cinza mais escuro", onde parece que os atores converteram o seu ódio em algo mais agradável.

Emma Watson e Rupert Grint

Esse foi um dos momentos que marcaram a saga Harry Potter, apesar de ser difícil dizer se para melhor ou para pior, uma vez que existem muitos fãs da história que acharam que a relação não convenceu. Na verdade, a própria autora dos livros, J.K. Rowling, admitiu que concorda com os fãs nesse caso. Na filmagem, a coisa não foi melhor, pois Emma e Rupert tinham passado 10 anos juntos. De acordo com Watson, em suas próprias palavras "Eu senti como meio incestuoso. Rupert é como um irmão para mim."

Clique em ”Página Seguinte” para ver o resto do conteúdo do post.

Megan Fox e Amanda Seyfried

No filme "O Corpo de Jennifer", lançado em 2009, ambas as atrizes ficaram bastante satisfeitas com o resultado da cena, apesar de Amanda não ter ficado exatamente confortável. Seyfried explica: "Eu me sinto muito desconfortável nas primeiras cenas de beijo, seja com homem ou mulher, mas esse caso foi ainda mais difícil. Eu me sentia intimidada por Megan, eu temia que ela fosse julgar." No entanto, Fox disse que se sentiu mais à vontade com Amanda do que com qualquer outro companheiro de profissão.

Steve Carell e Dwayne Johnson

Em uma cena do filme "Agente 86", em 2008, com base em uma série de sucesso dos anos 60 com o mesmo nome, Steve Carell e Dwayne Johnson se beijam. Johnson declarou: "Uma das habilidades que eu tive que aprender para ser um ator competente foi beijar um homem. Eu nunca tinha beijado um homem". Embora ambos os atores levaram com humor, é claro que não foi um beijo que ambos queriam.

Clique em ”Página Seguinte” para ver o resto do conteúdo do post.

Miles Teller e Shailene Woodley

No filme romântico "Here and Now", de 2013, Teller é um estudante folião que conhece uma desajustada e tímida adolescente (Woodley) e ambos executam uma espécie de "experimento social", no qual eles acabam se apaixonando. Neste caso, os atores se deram muito bem, mas Woodley estava tomando um suplemento dietético que "literalmente cheirava a cocô", como disse o protagonista. Por outro lado, Teller, como vingança, comia pães de mel imediatamente antes das cenas em que ele tinha que beijá-la. Aí ficava esse gosto.

Helena Bonham Carter e Woody Allen

Esta comédia romântica, dirigida e estrelada por Woody Allen, conta a história de um casal que decide adotar um bebê. Quando eles descobrem que o bebê é um gênio, o marido tenta encontrar sua mãe. Em declarações posteriores, a atriz disse que Woody Allen beijando era "como beijar o Muro de Berlim", já que o diretor impôs, inclusive, regras para beijos, como, por exemplo, que não fossem de língua.

Clique em ”Página Seguinte” para ver o resto do conteúdo do post.

Marilyn Monroe e Tony Curtis

Ambos contracenaram no filme de 1959 "Quanto Mais Quente Melhor". Neste tesouro cinematográfico clássico inspirado na era da Lei Seca, Tony Curtis quer conquistar Monroe posando como um magnata milionário. De acordo com o ator "beijar Marilyn foi como beijar Hitler: foi horrível. Ela quase me matou depois me enfiar a língua na garganta."

Dane Cook e Kate Hudson

Este ator nunca vai esquecer as cenas de beijo na comédia romântica "O Melhor Amigo da Noiva", de 2008, pois a atriz tinha um gosto bastante desagradável. De acordo com o ator, nas cenas em que teve que beijá-la, parecia que Kate tinha comido um saco de cebolas pouco antes da filmagem e, o pior de tudo, ele achou que ela fazia isso de propósito.
Você gostou deste artigo? Se gostou e quiser ler mais deste tipo, compartilhe-o com seus amigos e dê um Like em nossa página no Facebook!
Fonte: GIPHY

0
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Quanto ganham os atores mais bem pagos do mundo?