Incrível!ComoventeDicas

Publicado 2017-05-11
1 Comentário

Quando compartilhamos uma foto nas redes sociais nunca imaginamos o que pode acontecer...

As redes sociais hoje em dia...

O ser humano adquiriu ao longo do tempo a necessidade de compartilhar com os outros tudo o que faz a cada momento, para assim estar em contato freqüente e imediato com seus familiares e amigos. As redes sociais, é claro, desempenham um papel muito importante neste contexto, uma vez que permitem a cada um de nós poder atualizar nosso perfil a qualquer momento. Postar fotos e mensagens que mostram o nosso humor são duas coisas que podemos fazer nestas páginas que são frequentadas diariamente.

Facebook, Twitter, Instagram e Snapchat são as mais importantes redes sociais no mundo. Todas têm milhões de usuários que se conectam diariamente ou que compartilham determinado conteúdo. Não há dúvidas de que a grande maioria da população mundial tem acesso à Internet e possui um perfil em, pelo menos, um desses sites. Mas você conhece o perigo envolvido nisso tudo? Hoje vamos ver um caso que causou muita polêmica...

Veja na página seguinte o que aconteceu com essas duas meninas...

As redes sociais são invenções geniais, mas...

Os perigos enfrentados diariamente pelos usuários da Internet são infinitos. Embora grande parte das pessoas que utilizam as redes sociais estão ali por pura diversão e com boas intenções, a verdade é que há outros que estão ativos e prontos para cometer atividades criminosas. O comércio de substâncias de origem duvidosa, tráfico de seres humanos e até mesmo vídeos de pessoas assassinadas ao vivo são parte do conteúdo que encontramos em alguns perfis que ainda estão ativos.

Compartilhar imagens no Facebook

Há muitas utilidades em ter uma conta em algumas dessas plataformas, como por exemplo, mater contato com amigos e parentes distantes, conhecer gente nova e ter acesso à informação, mas por outro lado há uma desvantagem que muitas vezes coloca alguns usuários em sério perigo. Devido ao acesso fácil à informação, muitas pessoas podem visualizar nossos dados e, por isso, é preciso estabelecer limites sobre privacidade. Você sabia que uma simples imagem publicada pode se tornar um pesadelo? Estas jovens agora sabem...

Veja o que aconteceu com elas na página seguinte.

Um caso que acontece quase que diariamente...

A história de hoje é para ser lembrada. Apesar de ter sido divulgada em vários sites há algum tempo, o que aconteceu não pode ficar esquecido! Duas adolescentes estavam tendo um dia divertido na piscina. Tudo estava muito bom e a atmosfera era fenomenal, então elas decidiram postar uma foto no Facebook para mostrar a seus contatos o quanto estavam se divertindo. Uma delas pegou seu telefone celular e tirou uma foto comum junto com a amiga. Mas o que aconteceu não foi bem o que elas esperavam...

Um fato é: quando publicamos algo na internet é difícil voltar atrás caso haja arrependimento. Você sabia que centenas de milhões de pessoas podem ver uma foto em particular? Se alguém está verificando o nosso perfil e observando nossas informações de forma maliciosa, podemos ser um alvo fácil até para outros países. Será que essas meninas não imaginaram o que poderia acontecer?

Uma simples foto de biquini causou problemas inimagináveis! Veja na página seguinte o fim dessa história.

A imagem caiu em mãos erradas

No início, a imagem dessas adolescentes foi postada no perfil da própria autora da foto. Ela marcou sua amiga, então imediatamente um grande número de reações começaram a chegar à tela de seu telefone celular: dezenas de curtidas, comentários elogiando sua beleza natural e notificações que indicavam que o conteúdo estava sendo compartilhado. As jovens provavelmente não sabiam que uma simples foto na piscina faria tanto sucesso. Com tantas pessoas que tiram fotos o tempo todo de biquini, que fazem propagandas para marcas famosas, por que justo essas meninas comuns tiveram tanto problema?

Este é um dos principais perigos da Internet: as nossas fotos podem ser visualizadas, armazenadas e editadas por qualquer pessoa. Em um instante, as adolescentes passaram por milhares de computadores até que chegou às mãos de um indivíduo com intenção maliciosa. Alguém utilizou a foto de uma das meninas e a incluiu dentro de uma página de conteúdo adulto, para uso ilegal.

O que aprendemos com esta história? Afinal, qual o problema em publicar e compartilhar fotos de biquini, roupa íntima ou com pouca roupa?

Temos de agir em conformidade com o futuro...

Felizmente, esta história específica não é um caso real, mas sim parte de um anúncio do governo paraguaio que alerta aos jovens sobre o perigo de postar fotos em redes sociais. Embora esta história não tenha acontecido com essas garotas, vale salientar que há muitos casos que de fato são verdadeiros. Não sabemos realmente o que acontece com nossas imagens após disponibilizarmos na rede e, sendo assim, não sabemos o que estão fazendo com nossa imagem em oculto.

As protagonistas do vídeo revelaram que elas próprias já passaram por situações semelhantes no passado, já que o rosto de uma delas foi usado para uma campanha publicitária sem seu consentimento. Com isso aprendemos que devemos ter muito cuidado com relação ao que postamos em nossas redes sociais, além de gerenciar rigidamente a nossa privacidade: configurar as contas para que apenas seus amigos mais próximos possam acessar seu perfil e visualizar o seu conteúdo. Este conselho foi definitivamente uma grande ajuda...

Você gostou deste artigo? Se sim, compartilhe-o com todos e sinta-se livre para curtir nossa página no Facebook!
Fonte: StarStock/ Secretaria Youtube-Nacional para Crianças - Paraguai

3
8 conselhos para saber diferenciar quais produtos são FALSIFICADOS...
8 conselhos para saber diferenciar quais produtos são FALSIFICADOS...
Este é um fato: cada vez mais tem surgido uma grande variedade de produtos falsificados e de baixa qualidade. Embora o mercado negro de produtos não corresponda a uma alta porcentagem das unidades vendidas, por causa da crise que parece não...
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Renata Machado Vitalli
Renata Machado Vitalli 28/06/17 06:03
Página seguinte é um saco