11 Comentário

“Irmãs do Vale” ganham dinheiro com produção maconha medicinal na Califórnia

Quem olha essas mulheres em trajes de freiras se impressiona quando as vê com um cigarro de maconha. E ainda mais quando as vê fumando! Das mais jovens às mais senhoras, as “Irmãs do Vale” plantam, produzem, consomem e comercializam maconha medicinal nos Estados Unidos, mais especificamente no estado da Califórnia, onde a atividade é legalizada. Elas produzem, fazem parcerias com outros produtores e distribuidores que compartilham dos mesmos valores e ganham a vida dessa maneira. Confira o vídeo promocional publicado no Instagram delas abaixo.

Como tudo começou

A irmandade foi fundada em 2014 e, desde então, As “Irmãs do Vale” consomem maconha abertamente e defendem as propriedades da planta. Elas acreditam que a medicina e a dieta devem ser baseadas nas plantas. Ao contrário do que se pensa, elas não vendem o cigarro ou a erva para ser fumada, mas produzem coisas como extratos, sabão, gel, bálsamo, pomada e óleo de maconha. Segundo elas, tudo medicinal e, normalmente, sem o psicoativo.

Confira na página seguinte como a Igreja Católica reagiu a essa novidade das freiras.

Relação com a Igreja católica

A missão da irmandade é empoderar mulheres e a classe trabalhadora com produtos derivados da maconha. Apesar das vestimentas, as Irmãs do Vale não são católicas ou de qualquer outra religião. Nenhuma das trabalhadores têm ligação direta com qualquer ordem da Igreja Católica. Elas se consideram revivalistas de Beguine e suas práticas remetem às épocas antes de Cristo. Elas contam que, apesar de receberem ligações e mensagens de ódio, muitos católicos entendem os princípios e as missões delas.

Outro lado da história

Contudo, devido ao uso do traje e das palavras “santo” ou “santa” nos nomes de alguns produtos, alguns membros da Igreja Católica, principalmente freiras, pedem para elas deixarem de se caracterizar dessa maneira por configurar blasfêmia e desrespeito à crença alheia. Ainda assim, as “Irmãs do Vale” afirmam que adotaram a vestimenta por ela representar ordem, disciplina e limpeza. Elas afirmam, ainda, que sentem que possuem o direito de usar o traje porque “a Igreja Católica o abandonou."

Veja na página seguinte onde encontrar essas freiras e os produtos delas.

Fazenda escondida

A Fazenda das "irmãs" fica perto do condado de Merced, na Califórnia, local que produz mais da metade das frutas, vegetais e nozes dos Estados Unidos. Sua localização exata, contudo, é mantida em segredo por motivos de privacidade e segurança, além de evitar assédio. Na Fazenda, há apenas uma casa, onde as mulheres vivem, uma capela, onde elas realizam rituais para abençoar as plantas e 12 árvores de maconha, o máximo permitido pela lei estadunidense.

Onde encontrar os produtos

Apesar da maconha não ter sido legalizada em todos os estados dos Estados Unidos, a irmandade tem lucrado com sua loja online e seus produtos já podem ser encontrados em lojas também de outros países, como Inglaterra e Canadá. As freiras também produzem seus próprios adubos, mas não os comercializam (ainda).

Na página seguinte, saiba sobre os lucros e outros segredos sobre as “freiras” das ervas.

Lucros

As “irmãs” fazem as vendas pessoalmente às sextas-feiras em uma cafeteria anarquista na região em que habitam. Assim, os moradores locais podem comprar produtos sem psicoativos por preços mais baixos e aproveitar promoções. Muitas pessoas que não moram por ali viajam apenas para comprar os produtos. As mulheres dizem que têm muitos clientes com câncer ou doenças crônicas, como epilepsia, por exemplo. Essa e as outras estratégias de vendas da irmandade parecem estar funcionando, já que, em 2016, elas afirmaram terem feito 750 mil dólares, o equivalente a cerca de 2,4 milhões de reais.

Ativistas

Todas as mulheres da irmandade são ativistas e, Kate, a mais velha delas, chegou a ser conhecida como “Sister Occupy” (Irmã Ocupação, em tradução livre) porque foi a uma passeata em 2011 vestida de freira para protestar contra entidades bancárias e corporações que tomam conta do mercado e ganhou destaque na mídia à época.

Se gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Imagens: Twitter/Instagram

44
O que você acha?! Juntar-se à conversa
KYLIE JENNER Está GRÁVIDA de TRAVIS SCOTT de Novo?
Silvia Paris
Silvia Paris 27/10/17 06:03
pra que quer se rica ,pra ir milionária ´pro inferno ,os faraó tão nos museus ,com suas riquesa
Douglas Mateo
Douglas Mateo 26/10/17 06:03
Puts grila Hilário Honnicke Junior.. me divirto com seus comentários sempre diretos e objetivos... Mas até pagaria para ler o que vc me do disso.. kkkkkkkk
Hilário Honnicke Junior
Hilário Honnicke Junior 26/10/17 06:03
Erva santa ...... As freiras querem ficar doidonas!!!!!!!
Hilário Honnicke Junior
Hilário Honnicke Junior 26/10/17 06:03
Erva santa ...... As freiras querem ficar doidonas!!!!!!!
Hilário Honnicke Junior
Hilário Honnicke Junior 26/10/17 06:03
Esta erva é santa!!!!!!!!! Kkkkkkkkkkkk
Reinaldo Paixão
Reinaldo Paixão 26/10/17 06:03
Qriaaa ser o coroinha dessa Freiras
Renato Ahmaraw
Renato Ahmaraw 26/10/17 06:03
se juntar as freiras com as beatas então oremos para phudeu²
Sergio Luiz Adamy
Sergio Luiz Adamy 26/10/17 06:03
Antigamente rezavam.
Leandro Souza
Leandro Souza 26/10/17 06:03
As velhas tudo maconheira
Salomão Ward
Salomão Ward 26/10/17 06:03
Adriano Vitor ai tua tia mano
Maickel Becker
Maickel Becker 26/10/17 06:03
Dérick Dias Argel Guimarães Junior Luis kkkk
Héverson Dias
Héverson Dias 25/10/17 06:03
Mas freira aprende a viver com pouco, para nao cairem em tentação, por que são milionárias?