Polêmico

Publicado 2017-10-31
0 Comentário

Serial killer japonês é preso e polícia encontra cabeças no congelador

O assassino

A polícia de Tóquio prendeu um homem suspeito de assassinato nesta terça-feira, 31, e a mídia japonesa informou que partes de nove corpos diferentes foram encontrados em seu congelador, incluindo duas cabeças, aumentando a possibilidade de se tratar de um assassino em série. Mais cedo, Takahiro Shiraishi, um homem japonês de 27 anos, admitiu ter matado uma pessoa, desmembrado seu corpo, embalado partes em um areia para gato, colocado no refrigerador para aumentar a conservação e destruído outras evidências. Imagens do homem ainda não foram divulgadas.

O assassino

Descoberta

O homem foi preso sob acusações de abandono de corpo e, mais tarde, por homicídio. Até a polícia chegar a ele, estava investigando o caso de uma mulher de 23 anos, que estava desaparecida desde o dia 21 de outubro deste ano.

Na página seguinte, entenda quem era essa mulher e confira mais sobre o caso.

A mulher

A mulher à qual a polícia estava procurando havia postado uma mensagem online afirmando que estava procurando alguém para cometer suicídio com ela. Acredita-se que foi assim que eles entraram em contato. Segundo reportagens e informações divulgadas pelos meios de comunicação locais, algum tempo depois da mensagem, filmagens de câmeras de segurança de uma estação ferroviária próxima à localização da mulher desaparecida a mostravam caminhando ao lado de Shiraishi.

Descoberta

Outras vítimas

O nome, idade e gênero da vítima sobre a qual Shiraishi confessou não foram divulgados. Após a confissão, a polícia de Tóquio foi revistar a casa do assassino confesso e descobriu um refrigerador contendo várias partes de corpos.

Na página seguinte, saiba mais sobre os corpos.

A mulher

Os corpos

Dentro do congelador, as partes de corpos encontradas incluíam duas cabeças, e um exame posterior revelou que partes de outros sete corpos também estavam sendo conservadas lá dentro. De acordo com os meios de comunicação japoneses, a Polícia Metropolitana de Tóquio informou que nenhum dos corpos ainda foi identificado, mas que já confirmaram que eram de oito mulheres e um homem. Os vizinhos de Shiraishi disseram que sentiam um odor incomum no apartamento. Na terça-feira, uma multidão de repórteres se reuniu em torno da casa do suspeito e a polícia precisou bloquear o acesso com uma fita amarela.

Localização

De acordo com os registros, Shiraishi havia se mudado há apenas 2 meses para o apartamento na cidade de Zama, subúrbio de Tóquio, na Prefeitura de Kanagawa. Jornais disseram que os vizinhos notaram a mudança de odor no local logo após Shiraishi chegar. Apesar na localização dos corpos, a conexão deles com o assassino ainda não foi confirmada oficialmente.

Na página seguinte, saiba o que esse escândalo causou ao Japão.

Japão

País conhecido por ter uma das menores taxas de criminalidade do mundo, o Japão raramente tem um assassino em série nos registros criminais, o que aumenta o choque da tragédia no país. Em 2014, os jornais mostraram o registro de 0,3 homicídios dolosos a cada 100 mil pessoas em todo o país. Além disso, essa taxa só diminuía há anos, o que chegou a levar ao questionamento da necessidade de ação e verba da polícia no país, já que não há muito o que se fazer.

Continuação do caso

A polícia de Tóquio já afirmou oficialmente estar realizando os testes de DNA nos corpos para investigar as vítimas, começando pelas cabeças decapitadas. Planeja-se então investigar as mortes e acusar formalmente a Shiraishi.

Se gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Fotos: Twitter/Pixabay

9
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Este homem é considerado a pior pessoa que já pisou na Terra...