Incrível!Controverso

Publicado 2017-11-07
82 Comentário

A ilha que foi posta em quarentena durante 75 anos. Quem pisar em seu terreno pode se considerar morto

Nosso planeta Terra é o lar de uma enorme quantidade de ilhas desabitadas. Alguns destes lugares nunca foram habitados antes por estarem situados em localidades geográficas completamente desfavoráveis. Algumas outras ilhas permaneceram intactas devido às condições ambientais adversas. No entanto, há alguns territórios que a humanidade, em um determinado momento, começou a parar de frequentar por questões muito mais misteriosas.

Um dos exemplos que melhor se encaixam nesta última causa é a Ilha Gruinard. Esta ilha é um pequeno pedaço de terra localizado a aproximadamente um quilômetro da costa, a noroeste da Escócia, e a história por trás dela é simplesmente terrível. Parece inocente? Certamente sim, no entanto, é um daqueles lugares que as pessoas tentam esquecer a todo custo há muitos anos.

Siga adiante e descubra a incrível história que motivou a interdição da ilha. Não perca!

Como estamos a vários quilômetros de distância, a ilha Gruinard parece calma e serena. No entanto, o silêncio que se reproduz hoje tem um cenário que se originou nos dias mais sombrios da humanidade. Iniciou-se no ano de 1939 a Segunda Guerra Mundial e as forças britânicas começaram a se preocupar com um possível ataque biológico ou químico pelo lado inimigo. Essa foi a primeira razão pela qual começaram a testar armas químicas mortais por conta própria.

A substância com a qual eles começaram a fazer testes foi chamada de antrax. O governo britânico escolheu a Ilha Gruinard como um local de testes e, no ano de 1942, obrigaram a todos os seus habitantes a abandonar o território. Para realizar estes testes, os cientistas e pesquisadores levaram 90 ovelhas para a ilha e as expuseram a algumas portadoras dos esporos da cepa do antrax Vollum 14578, uma variante tão perigosa como contagiosa. Em apenas alguns dias, as ovelhas começaram a morrer devido a infecções.

Continue acompanhando a história na próxima página...

Graças ao experimento realizado na ilha, os cientistas concluíram que um ataque de antrax em cidades alemãs teria um efeito semelhante. Uma infestação de antrax exterminaria qualquer sinal de vida e tornaria impossível a construção e a vida nas cidades durante décadas! Após a Segunda Guerra Mundial, que terminou em 1945, o proprietário original da ilha pediu ao governo a devolução do território que havia sido evacuado.

O Governo, por sua vez, admitiu naquele momento que o terreno estava tão contaminado que não poderia ser habitado até que estivesse completamente limpo e fosse declarado seguro para abrigar pessoas novamente. Infelizmente, a descontaminação de toda a ilha foi um processo muito caro e perigoso, assim, foi posta em quarentena e fechou seu acesso ao público durante décadas inteiras. O assunto parecia estar encerrado até o ano de 1981.

Na última página lhe contaremos o que aconteceu em 1981 e o desfecho de toda a história.

Nesse mesmo ano, um grupo de microbiólogos decidiu que a situação tinha ido longe demais, portanto, embarcaram em um navio e começou a Operation Dark Harvest (em português, Operação Colheita Sombria). Este projeto consistia na remoção clandestina de cerca de 140 quilos de terra infectada em pequenas amostras de solo da ilha e ameaçar o governo deixando-as em lugares estratégicos em sedes governamentais se não resolvesse o problema da contaminação da ilha. Em 24 de abril de 1990, quatro anos depois de iniciar o esforço pela descontaminação e 48 anos após o estabelecimento do período de quarentena, a Ilha Gruinard foi finalmente declarada segura e limpa de todos os resquícios de antrax.

Uma semana mais tarde, os herdeiros legais do proprietário da ilha compraram por seu preço original de 500 libras esterlinas. Quando foi declarado abertamente território livre de qualquer contaminante tóxico, nem todo mundo estava convencido de que a infestação havia desaparecido completamente. Nós, obviamente, não íamos querer colocar os pés nessa ilha, que foi cenário de uma história tão assustadora.

E você, moraria nessa ilha? Teria coragem? Se você gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Imagens: boredomtherapy.com / Giphy / Starstock

201
Teste da esquisitice: os 18 traços apontados pela ciência
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Danny Lemos de Carvalho
Danny Lemos de Carvalho 15/11/17 07:04
Os caras comentam sem nem ler a matéria... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Em momento nenhum se citou cobras, essa não é uma reportagem sobre a ilha da Queimada Grande!!
Orley Neto
Orley Neto 14/11/17 07:04
Fernando Renato De Miranda Neto, Edison L. Gonçalves
Vitória Andrade
Vitória Andrade 14/11/17 07:04
Eu não confiava de voltar pra lá naooo
Vitória Andrade
Vitória Andrade 14/11/17 07:04
Queria nem de graça kkkk
Carlos Barbosa
Carlos Barbosa 14/11/17 07:04
Karine Giovana Cabral
Oséias Sillva
Oséias Sillva 14/11/17 07:04
Desta vez estou fora
Mikaely Andrade
Mikaely Andrade 14/11/17 07:04
Nossa ia ser legal
Helio Augusto Sousa Sousa
Helio Augusto Sousa Sousa 14/11/17 07:04
O POVO ESTÁ PAGANDO ESTADIA PARA OS POLÍTICOS CUSTO ZERO ...SÓ TENHO PENA DAS COBRAS O VENENO DELES SÃO MORTAL
Ivan Almeida
Ivan Almeida 14/11/17 07:04
pura verdade Marcos,na epoca do militarismo,o qual a esquerda quer enfiar na cabeça dos menos informados,que viviamos uma ditadura horrivel,onde se conseguia apenas recolher 17% dos impostos,foram construidas itaipu binacional,usinas nucleares,ponte rio-niteroi,e outras dezenas de construçoes de rodovias,e duplicações,as escolas eram boas,e professores respeitados,mas os nossos comunistas terroristas travestidos de nossos libertadores,estavam somente lutando por causa propria,e soube usar mtt bem o povo como massa de manobra,hoje recolhemos 53% de impostos,e nada funciona,escolas publicas quebradas,professores desrespeitados,ideologia de generos,e partidarias,saude na uti,povos morrendo sem assistencia alguma,este é o legado que a esquerda"libertadora"deixou p/ nos.
Ivan Almeida
Ivan Almeida 14/11/17 07:04
pura verdade Marcos,na epoca do militarismo,o qual a esquerda quer enfiar na cabeça dos menos informados,que viviamos uma ditadura horrivel,onde se conseguia apenas recolher 17% dos impostos,foram construidas itaipu binacional,usinas nucleares,ponte rio-niteroi,e outras dezenas de construçoes de rodovias,e duplicações,as escolas eram boas,e professores respeitados,mas os nossos comunistas terroristas travestidos de nossos libertadores,estavam somente lutando por causa propria,e soube usar mtt bem o povo como massa de manobra,hoje recolhemos 53% de impostos,e nada funciona,escolas publicas quebradas,professores desrespeitados,ideologia de generos,e partidarias,saude na uti,povos morrendo sem assistencia alguma,este é o legado que a esquerda"libertadora"deixou p/ nos.
Francisco Rezende
Francisco Rezende 14/11/17 07:04
trouxinha só escreve merda
G Militão Fernandes
G Militão Fernandes 14/11/17 07:04
Quarentena é um número conjunto equivalente a quarenta geralmente dado para períodos de 40 dias. Se fossem 40 anos seria até aceitável, MAS 75 ANOS UMA QUARENTENA?! CÊS TÃO LOKÃO DE PÓCAÍNA?!
Ivan Carlo
Ivan Carlo 14/11/17 07:04
A Ilha das cobras, ou Queimada Grande, fica aqui na minha cidade, Peruibe/Litoral de SP. Lá é um lugar exclusivo para essas cobras que só existem nesse lugar no mundo inteiro. Elas não incomodam a ninguém e se adaptaram pra viver por lá. Curiosamente este lugar é considerado o mais perigoso do mundo. Existem 5 cobras para cada metro quadrado nessa ilha. E lá se encontra o único exemplar do mundo: A Jararaca Ilhoa. Daqui da cidade, na praia, dá para avistar essa ilha e é terminantemente proibido ancorar por lá. :)
Kohaku Okami
Kohaku Okami 14/11/17 07:04
acho que so vc,eu pensei em um lugar ja morto
Afonso Afonsinho
Afonso Afonsinho 14/11/17 07:04
vai no lugar das ovelhas então retardado
Nize Sousa Freitas
Nize Sousa Freitas 14/11/17 07:04
jogue todos os politicos lá nesta ilha ,e a escrava que cozinhe ,para todos ,se uma cobra não fizer a todos de comida ,antes um antído ,contra raiva para proteger as pobresinhas das cobras
Jorge L Teixeira
Jorge L Teixeira 14/11/17 07:04
se for a ilha das cobras é menos inofensiva do que congresso nacional.
Ricardo F Silva
Ricardo F Silva 13/11/17 07:03
Onde é isso?em Brasília ,dentro do Congresso?
Khaleb Matheus Fernandes
Khaleb Matheus Fernandes 13/11/17 07:03
O que será que tem nela
Maria Corina De Almeida Costa
Maria Corina De Almeida Costa 13/11/17 07:03
Lugar bem adequado para abrigar o Lula, jararaca !!!