111 Comentário

5 comportamentos que os machistas de hoje aprenderam aos 5 anos de idade

Educação vem de berço e isso é fato. Todas as experiências pelas quais passamos na infância afetam nossa vida adulta. Toda informação que se transmite para uma criança é literalmente uma semente que, ao longo do tempo, gerará frutos de acordo com o que foi plantado. Se uma criança recebe lições de amor, de respeitar e ser respeitado e, principalmente de empatia, crescerá como um adulto tolerante, esclarecido e coerente. O artigo de hoje é sobre a importância dessas e outras informações que repetimos há muito tempo e que, caso não seja rotina em sua casa, é bom mudar.

Costumamos dizer que estamos fadados a ter governantes com péssimo caráter, que não há um jeito para humanidade, etc.. Em um mundo onde "meninos devem se comportar com meninos" e as vítimas de agressão sexual são SEMPRE as culpadas pela violência que sofreram, ao invés do agressor, é de fundamental importância abrir espaço para esse tipo de diálogo, para difundir informações, comportamentos e lições com o intuito de acabar com essa cultura que normaliza a violência sexual sistêmica. Conheça os exemplos comuns e diários que contribuem para a perpetuação do machismo.

Saiba mais sobre isso na página seguinte.

#1. “Contato físico é obrigatório”

Quando forçamos as crianças a abraçarem um parente, seja ele criança ou adulto, “vai lá, abrace fulano, demonstre carinho” mesmo quando eles não querem, estamos subconscientemente ensinando que seus limites e espaço pessoal não significam nada. O que isso quer dizer? Crianças não pensam como adultos e forçar uma criança a abraçar alguém mesmo que ela não queira ou forçá-la a receber o abraço de alguém ensina que é necessário não respeitar seu espaço próprio ou vontade, porque esse contato é mais importante. Se esse tipo de comportamento é repetido ao longo do tempo, se torna um hábito e, no futuro, se torna “comum” tocar outras pessoas mesmo que elas não queiram. O primeiro passo para um abuso.

É importante ensinar criança que abraços e beijos devem ter consenso das partes envolvidas. O CONSENTIMENTO É SEMPRE NECESSÁRIO. A melhor maneira de educar crianças é através da ação, demonstre o que é correto ou errado e lembre-se que imagens valem mais que mil palavras, especialmente para uma criança. Devemos mostrar o comportamento aceitável e respeitável, isso significa respeitar os momentos em que eles não querem tocar alguém ou serem tocados por alguém.

“Ela mereceu isso”, essa frase tem raízes na infância. Saiba o porquê na página seguinte.

#2. Algumas pessoas "merecem isso"

Crianças podem discutir e se envolverem em intrigas, assim como aconteceu com você, seus pais e seus avós. Na tentativa de apaziguar a situação, é muitas vezes comum dizer que os dois envolvidos são culpados. O risco que isso pode trazer? Se uma das crianças irritou a outra e os dois levam a culpa, isso quer dizer que a criança que não fez nada também leva a culpa. Transferindo isso para um exemplo no mundo adulto: um homem ataca uma mulher pois ela o “provocou” ao sair de casa usando saia curta e, por isso, ele se sente no direito de fazer alguma coisa, afinal, ela “mereceu” isso.

#3. Persistência vale a pena

“Vencer pelo cansaço” é uma das piores maneiras de lidar com uma situação. Quando esta prática é ensinada às crianças e mantida durante seu crescimento, esta não é a melhor maneira de explicar que com esforço se conquista algo, especialmente no campo social. Na vida real, isso é chamado de perseguição, manipulação e controle abusivo. Com certeza você não ia querer alguém assim perto de você, portanto, cuidado ao mostrar esse tipo de comportamento perto de uma criança. “Não” significa “não” e nem de longe é um sinônimo para "continuar tentando" forçar alguém a fazer algo.

Ele está fazendo isso para chamar atenção” também é algo que surge na infância e, na maioria das vezes, é errado. Saiba mais na página seguinte.

#4. Irritar é uma forma de chamar a atenção

Em muitas reclamações de crianças que sofreram bullying, é dito, para amenizar a situação, que a razão para que o agressor faça tal coisa é porque ele “gosta” de você e é um jeito de chamar a atenção. A idéia de tocar ou agredir alguém de maneira inapropriada, ou seja, sem o consentimento do outro não pode de nenhuma maneira serem tratados sob uma ótica "romântica", pois no futuro, culmina na perpetuação da cultura de estupro. Portanto, devemos ensinar as crianças que bater, apelidar, chutar, gritar ou assediar é abusivo e traumático para quem sofre e não é uma maneira de chamar atenção. Isto é violência.

O consentimento é sempre necessário

Dar a alguém seu consentimento para fazer algo em um determinado momento não significa que esta pessoa terá essa permissão automaticamente em todos os outros momentos. As fronteiras são confusas quando você tem 5 anos, portanto, ainda assim é necessário repetir para as crianças que tudo tem seu momento e que tudo necessita de uma permissão. Nenhum desses hábitos é fácil de combater, mas é necessário mudar. Educação começa em casa e o combate ao machismo e à violência também.

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de seguir o nosso perfil no Instagram!
Fonte das imagens: Pixabay / GIPHY /

68
O que você acha?! Juntar-se à conversa
9 Fotos virais com as quais nos enganaram completamente…
Jose Maria Biaggio
Jose Maria Biaggio 10/12/17 07:03
Meninos tem que jogar bola , começar ir a bares e prostibulos cedo , pelo menos aos 12 anos , brincar na rua , brigar com o coleguinha , fora isso é viadagem mesmo
Ander Beowulf Cotta
Ander Beowulf Cotta 10/12/17 07:03
Jose Maria Biaggio tira essa foto do eddie seu merda
Di Bastos
Di Bastos 09/12/17 07:03
Não pode mandar abraçar a avó pra mostrar hierarquia e respeito, mas pode mandar tocar no corpo nu do moço do museu.
Di Bastos
Di Bastos 09/12/17 07:03
Né? Ao menos os machistas são educados, carinhos e gentis. Que todos sejam machistas, por favor.
Di Bastos
Di Bastos 09/12/17 07:03
Johnny Bridge, vc está certíssimo! (y)
Adalberto Branco
Adalberto Branco 09/12/17 07:03
Se tiver uma base científica,quero ver,mas homem nasce homem e mulher nasce mulher. Não respeito ideologia de merda nenhuma, muito menos a de gênero. E não me venha dizer que há provas,pois a ciência não diz nada a respeito de ideologia de gênero,para,essa prova não existe
Adalberto Branco
Adalberto Branco 09/12/17 07:03
Você se matou, Roberto Ribeiro?
Adalberto Branco
Adalberto Branco 09/12/17 07:03
E chega, nada de debater com pederasta,cansei
Adalberto Branco
Adalberto Branco 09/12/17 07:03
Posta ai as suas balelas Kuka Gonzaga,só pra gente rir um pouco...conversinha fiada
Di Bastos
Di Bastos 09/12/17 07:03
Verdade. Segundo a matéria "ser gentil e educado" (ítem do toque) pode tornar alguém machista. Ótimo então. Ao menos os machistas são educados.
Di Bastos
Di Bastos 09/12/17 07:03
kkkk a matéria quer denegrir os "machistas", mas segundo a matéria, ensinar o filho a ser gentil, indo abraçar e cumprimentar as visitas, ajuda a torná-lo "machista". De modo que ao menos os machistas são educados. Por favor, que todos sejam machistas!!!!
Dani Paschoal
Dani Paschoal 08/12/17 07:03
Luiz Fellipe Alves Pereira Homem é diferente de mulher, a natureza nos fez diferentes. Há brinquedos de homem e de mulher. Mulher jamais será um homem; um homem jamais será uma mulher. Digo isso na essência do ser. Homem pode imitir, fingir ser mulher. Mulher pode imitar, fingir ser homem. Não é porque alterou o órgão genital e tomou hormônio e colocou silicone (tudo artificial, percebeste?) que se tornou de outro sexo. Mas cada um acredita no que quiser. Nasci no sé**** XX, logo, sou do sé**** XX, Só é do sé**** XXI quem nasceu a partir de 2001. ;)
Rafael Martinez
Rafael Martinez 08/12/17 07:03
A matéria tem mais de uma Fonte galera se liga: Fonte n°1: juro por Deus Fonte n°2: Arial 12 HUEHUEHUE #FAKENEWS
Marcelo Barros
Marcelo Barros 07/12/17 07:03
Não li e não gostei.
Natália Bueno
Natália Bueno 07/12/17 07:03
Tenso! Principalmente a primeira , todo mundo faz !
Robson Andrade
Robson Andrade 07/12/17 07:03
Sim, odeio esse tipo de coisa
Soraia Aquino
Soraia Aquino 07/12/17 07:03
Vanessa Florêncio Soares interessante saber!
Alejandra Saladino
Alejandra Saladino 07/12/17 07:03
Maria Florencia Saladino Delgado
Alice Carreras
Alice Carreras 07/12/17 07:03
Quando vcs fizerem matérias em uma só página vou pensar em ler alguma delas...
Umberto Júnior
Umberto Júnior 07/12/17 07:03
O post se refere a uma criação machista e o pessoal falando de coisa a respeito de "gay" Ta bom, um meteoro agora seria uma maravilha