0 Comentário

10 sinais que revelam se você está em um relacionamento errado

Estar em um relacionamento é uma tarefa em que ambos devem estar conectados e dispostos a fazer sempre o melhor em prol da felicidade do outro. Quando um relacionamento enfrenta problemas de comunicação e empatia, a relação, que antes era tão prazerosa, passa a ser distante, amarga, resistente às mudanças e impaciente. Se você está em um relacionamento, seja há muito ou pouco tempo, observe as dicas que daremos a seguir para que você possa saber quando já está na hora de terminar.

#2. Você tem que ficar defendendo seu/sua parceira em conversas de família

#1. Você sente a necessidade de mudar quem você é para deixar seu/sua parceiro(a) feliz.
Todos nós mudamos um pouco quando estamos em um novo relacionamento. Isso só se torna um problema de verdade quando você sente a necessidade de mudar quem você é, isto é, sua essência, sua personalidade, para agradar o outro. É um problema grave quando você se encontra pensando em como mudar seus valores, opiniões e até mesmo seu estilo de roupa para se adequar à pessoa amada. Se você tem que repensar tudo o que você diz antes de realmente dizer e monitorar constantemente a forma como você se comporta porque sente que está sendo julgado(a), talvez seja hora de deixar o relacionamento...

#2. Você tem que ficar defendendo seu/sua parceira em conversas de família 1

#2. Você tem que ficar defendendo seu/sua parceira em conversas de família

Nem todo mundo vai gostar do seu namorado ou namorada tanto quanto você, mas você deve se preocupar caso houver um consenso geral entre familiares e amigos de que seu novo amor não tem tantas qualidades assim. Quando todos os seus amigos e familiares estão desconfortáveis com o relacionamento, é hora de dar uma boa olhada nisso. Se você se sentir isolado(a) de seus entes queridos e tentando fazê-los acreditar que eles simplesmente não conhecem sua suposta “cara-metade” do jeito que você conhece, é provável que você não esteja enxergando o que eles estão tentando avisar.

Fica sempre suspeitando o que ele ou ela está fazendo quando você não está por perto? Vá para a página seguinte para saber o que isso quer dizer.

#2. Você tem que ficar defendendo seu/sua parceira em conversas de família 2

#3. Alfinetadas e críticas são constantes no relacionamento

Ele/ela acha que seus textos e declarações são melosas demais ou muito extensos e exagerados e, como se não bastasse, fica dizendo isso tanto para você, quanto para os outros? Saiba que críticas destrutivas dadas de forma aberta com o intuito de diminuir você como pessoa não é um bom sinal. Se você sente um certo deboche na voz do outro, isso é sinal de que a relação não está saudável. Se as críticas, mesmo que ditas em tom de brincadeira, começam a afetar a sua autoestima, pode ser a hora certa de sentar e conversar sobre o relacionamento. A crítica pode até ser uma comparação sutil, que pode ser entregue de forma casual e passiva-agressiva. Ainda que sutis, elas podem destruir sua confiança e, no final das contas, relacionamentos servem para levantar sua autoestima e te deixar feliz, não o oposto.

#3. Alfinetadas e críticas são constantes no relacionamento

#4. Você sempre fica suspeitando sobre o que ele/ela está fazendo quando você não está por perto.

Vocês não podem seguir em frente se esse pensamento sempre fica rondando a sua cabeça. Talvez seu novo ou sua nova namorada mantenham o telefone no silencioso, o tempo todo. Acrescente isso ao fato de que ele(a) só pode sair algumas vezes por semana com você e prefere se comunicar por mensagens do que ligações. Você não precisa ser um repórter investigativo para resolver nenhum mistério, mas dá para perceber que algo não está certo quando há comportamentos desse tipo.

Seu/sua parceiro(a) não está ''comparecendo''? Será que não tem nada de errado mesmo? Saiba mais na página seguinte.

 #4. Você sempre fica suspeitando sobre o que ele/ela está fazendo quando você não está por perto.

#5. Seu/sua parceiro(a) toma todas as grandes decisões no relacionamento.

Você só se encontram quando é conveniente para o seu namorado ou sua namorada e só convive com a família e amigos dele/dela . Você esteve em todas as festas e comemorações, sejam dele/dela ou de amigos e quanto às suas, com o tempo você parou de convidar para qualquer encontro porque o convite foi sempre recusado - ficou bem claro que ele(a) não está interessado(a). Soa familiar? Se você está se identificando com todas essas observações até agora, realmente você precisa repensar a continuidade do seu relacionamento.

#5. Seu/sua parceiro(a) toma todas as grandes decisões no relacionamento.

#6. Vocês não se “divertem” como antes

Um relacionamento não deve ser somente sobre sexo, mas lembre-se que a falta total também pode ser um problema: tudo deve estar em equilíbrio. Se você sentir que a outra pessoa tem todas as qualidades que você deseja em alguém mas não está “rolando” nada, tente conversar. É importante que você sinta desejo e acima de tudo, é necessário que vocês tenham uma conexão significativa para que no final das contas não acabe em apenas amizade.

Você sente que está carregando o peso da felicidade do outro? Bem… saiba mais o que isso quer dizer na página seguinte.

#6. Vocês não se “divertem” como antes

#7. Você se sente pessoalmente responsável pela felicidade do seu parceiro.

Observe com atenção quando você sente algo estranho com os pedidos que ele ou ela fazem para você. Se você está sendo responsável por mantê-lo(a) emocionalmente estável: ALERTA, ALERTA! Se o seu parceiro ou parceira estão praticamente um poço de desespero e ansiedade ou um um vulcão em erupção de raiva e que ele ou ela faz com que você se sinta culpado(a) por isso, vocês devem conversar e chegar a um acordo de que não é bem assim. Se o que quer que você faça ou diga para remediar a situação do outro é tido como se você estivesse sempre do lado errado, nós temos a resposta: esse tipo de relacionamento é um veneno! Saia disso o mais rápido possível.

 #7. Você se sente pessoalmente responsável pela felicidade do seu parceiro.

#8. Você quer mais tempo para você do que passar tempo junto com ele/ela.

Você está querendo loucamente aquele tempo só para você. Enquanto isso, seu namorado(a) está reclamando sobre o quanto vocês não tem se visto ultimamente. Em outras palavras, a frequência com que as pessoas se vêem ou é muito alta ou muito baixa, seja conversando por mensagem, vídeo ou pessoalmente.

Se você não se identificou com nenhum destes tópicos, a última página pode ser tanto boa quanto ruim. Continue lendo para saber!

#8. Você quer mais tempo para você do que passar tempo junto com ele/ela.

#9. Você se pergunta se está no relacionamento certo.

Pode soar doloroso e seco, mas tentar silenciar esses pensamentos na sua cabeça podem acabar se tornando um grande arrependimento mais tarde. Muitas vezes olhamos para trás depois de termos saído de um relacionamento ruim e só porque superamos é que podemos realmente enxergar os sinais de que não tinha continuidade. Mas se você realmente pensou sobre isso, você sabia o tempo todo, você só queria ignorar esse pensamento por um momento. Em vez disso, seja mais pró-ativo(a) sobre suas preocupações, converse e se abra com seu parceiro/parceira.

#9. Você se pergunta se está no relacionamento certo.

#10. Seu parceiro controla quem você vê e o que você faz.

Esta pode ser a maior bandeira vermelha de todas. Se você achar que seu parceiro está controlando o tempo que você passa com seus amigos ou familiares, suas finanças, opções de roupas ou com a quantidade de maquiagem que você usa, isso é algo que deve ser levado muito a sério. Ninguém tem o direito de intervir em sua liberdade ou em sua vida pessoal, como seus ganhos e escolhas, portanto, saiba identificar quando há essa falta de privacidade e de liberdade.

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de seguir o nosso perfil no Instagram!
Fonte das imagens: Unsplash / Pixabay

#10. Seu parceiro controla quem você vê e o que você faz.
11
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Como superar o término de um relacionamento