4 Comentário

O mistério inexplicável de Tara, a androide macabra

Um dos primeiros vídeos que despertou a imaginação de inúmeros usuários da internet é um video do YouTube profundamente perturbador intitulado "I Feel Fantastic" (Eu me sinto fantástico). Primeiramente enviado em 2009 pelo usuário Creepyblog (que não publicou outros vídeos) e acumulou mais de 12 milhões de visualizações desde então. O vídeo é focado inteiramente em um personagem, um manequim pálido conhecido como "Tara the Android" (Tara, a Android), que canta essa música com a voz filtrada através de um programa de alteração de voz rudimentar, enquanto bizarramente, é possível ouvir notas de música de sintetizador atonal em segundo plano.

Não há muito mais no clipe. A câmera é fixa e Tara não move nada além de sua cabeça, mãos e boca. Isso é assustador, nós sabemos disso... mas a reputação assombrosa do vídeo se origina apenas em dois breves momentos.

Veja o que há mais por trás dessa história bizarra na página seguinte.

Em primeiro lugar, entre tomadas de cena de Tara em roupas e poses diferentes, é mostrada ao espectador uma breve cena de um local ao ar livre - possivelmente a borda de um bosque repleto de árvores, ou talvez apenas o quintal de alguém - durante o qual a câmera aproxima para uma pilha de gravetos, folhas e sujeira. Em segundo lugar, uma das "letras" da música (se você pode chamá-las de letra) inclui a frase "Por favor, saia", seguido das palavras repetidas "Corra, corra, corra, corra..."

Esses dois divertimentos um tanto quanto estranhos do tema, que é passado de forma bastante repetitiva, levaram alguns espectadores a suspeitar que o criador do vídeo - que se passa pelo nome de John Bergeron - cometeu um homicídio, que a cena ao ar livre mostra onde o corpo da vítima está enterrado e que "Tara" está usando as roupas da vítima.

Se você tiver coragem o suficiente, veja na página seguinte os detalhes mais arrepiantes dessa história.

A descrição que acompanha a primeira postagem do YouTube inclui uma referência misteriosa à lenda grega de Pygmalion - um escultor do antigo Chipre que acreditava que todas as mulheres estavam contaminadas e indignas de amor. De acordo com este mito, o artista decidiu esculpir a mulher ideal do marfim e instantaneamente se apaixonou por ela. Ao descobrir isso, a deusa do amor, Afrodite, ficou com pena de Pygmalion e trouxe a estátua à vida. "Considere a mente do criador", a descrição continua.

"Em que mente isso parece bonito? Em que mente isso pode ser puro, ou que se aproxima de ser adorável? Não estamos enxergando o ponto de vista que o criador é capaz de enxergar?" Essa referência mítica deu origem ao rumor de que Bergeron havia assassinado uma mulher chamada Tara, que, por razões desconhecidas, não conseguiu cumprir seu padrão de perfeição…

Seria esse homem louco? A história fica ainda mais assustadora na página seguinte...

Bergeron construiu, então, um robô à imagem de Tara, vestiu-o com as roupas da mulher e programou-o para cantar para ele - talvez um primeiro passo para dar-lhe vida... ou talvez para afugentar a memória dos gritos de sua vítima. Sugeriu-se então que o vídeo de Bergeron estivesse tocando os telespectadores com pistas obtusas sobre o destino real de Tara, ou que ele mais tarde foi atormentado pela ação horrível, e subconscientemente queria ser pego.

Enquanto essas histórias horríveis certamente agravaram o mistério, não é preciso muita pesquisa para descobrir uma explicação mais prática para as imagens que parecem ter saído de um pesadelo. A resposta provavelmente está ligada à uma página da internet, que compartilha informações sobre construtores de robos, AndroidWorld.com, que credita Bergeron (ou qualquer que seja seu nome real) como o criador do robô Tara. O site também contém um link para uma coleção de cinco vídeos de Tara (provavelmente incluindo o clipe "I Feel Fantastic"), mas esses links estão mortos… Os títulos dos cinco clipes são "Electricity (Metal Version)", "Brutal Metal", "Please", "Electricity" e "Brutal1".

Um russo conseguiu carregar a versão “completa” do vídeo...veja na página seguinte.

Em novembro de 2015, um russo sob o nome de Brand-Smetana no YouTube carregou o que afirmam serem a versão "completa", que tem quase 15 minutos de duração (o que corresponde à descrição do site de uma compilação de DVD / download de vídeos de Tara), mas que foi removida do Youtube. De acordo com a pouca informação pode ser retirada do site, Bergeron construiu a Tara com cerca de US$ 2000 em materiais (supostamente incluindo um manequim de treinamento dentário) com o objetivo final de promovê-la como a primeira estrela androide de música do mundo.

Seu plano era colocar Tara na estrada para shows ao vivo, uma vez que determinadas "atualizações de hardware" haveriam sido concluídas. Bergeron nunca explicou quais seriam essas atualizações. Por razões desconhecidas, não houve atualizações sobre o projeto de Bergeron desde 2006, e nenhuma outra notícia sobre Tara está disponível... Esta ausência de uma década desencadeou uma nova lenda da web: que Tara de alguma forma conseguiu auto-consciência e matou seu criador...

Fonte das imagens: Youtube / Twitter

0
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Os PADRINHOS do Bebê de MEGHAN MARKLE e do Príncipe HARRY!
Paulo Sérgio
Paulo Sérgio 10/01/18 07:03
Com 50 reais eu faço um robo bem melhor com peças do ferro velho e o cara gastou 2000 dólares
Paulo Sérgio
Paulo Sérgio 10/01/18 07:03
Achei estranho o jeito que ela meche a boca apesar de o movimento ser o mesmo nao me lembra um robo.
Jairo Araujo
Jairo Araujo 09/01/18 07:03
Porra nenhuma e mais uma boneca carente,o ken dela virou barby kkkkk
Ana Paula Lima
Ana Paula Lima 09/01/18 07:03
Isabelle Lima Mih Lima