1807 Comentário

Marido, Testemunha de Jeová, não autoriza transfusão de sangue para sua esposa grávida e a deixa morrer

Nós sabemos bem o quanto pode ser polêmico falar das diferentes religiões existentes atualmente. Por mais que a maioria das pessoas que pratica sua crença tenha boas intenções, sempre há atitudes ou descobertas que vão parar nas notícias e causam as mais variadas polêmicas. O caso de hoje é assim. Não sabemos exatamente qual era o objetivo do homem e não queremos julgá-lo, mas podemos refletir sobre a atitude que ele teve e o que o levou a agir dessa maneira. Todo o relato dessa história foi feito por um usuário do Facebook. Confira!

Não sabemos o nome dos envolvidos, apenas de quem fez o relato. Ajayi Afolabi, abaixo, contou que presenciou a lamentável cena em um hospital geral na Nigéria. Ele começou a perceber a agitação no hospital e viu as cenas inicialmente como uma situação que se passa em ambulatórios, mas depois acabou se envolvendo emocionalmente com o que estava acontecendo e acabou até tomando atitudes no final, quando percebeu que não poderia mais aguentar ficar apenas olhando para o que estava acontecendo.

Confira o que ele relatou na página seguinte.

De acordo com Ajayi Afolabi, ele estava no Hospital Geral de Lagos quando viu uma mulher grávida e seu bebê morrendo durante o trabalho de parto porque o marido, testemunha de Jeová, não aceitou que ela fizesse transfusão de sangue. Ele ouviu o médico conversando com o marido da grávida tentando convencê-lo a permitir que ele continuasse com os procedimentos necessários porque a mulher já havia perdido muito sangue e a vida dela e a do bebê estavam em risco. Contudo, o homem recusou veementemente.

Ele disse que a transfusão de sangue era contra a doutrina da igreja. Segundo o marido, testemunhas de Jeová não aceitam essa prática e ele considerava um pecado transferir seu próprio sangue para a esposa. O médico insistiu que continuaria os procedimentos ainda assim porque não tinha mais jeito, mas o homem ameaçou processar o médico. O profissional ainda pediu para que o marido repensasse e salvasse a vida da esposa, mas ele continuou insistindo que isso não mudaria sua mente de forma alguma.

Na página seguinte, saiba qual foi a reação da mulher em relação ao que o marido escolheu.

Depois de perceber que a insistência não estava funcionando, o médico desistiu de conversar com o marido e foi falar com a mulher, que já estava na sala de operação, perguntando se havia algum outro parente por perto que poderia assinar os papéis para a transfusão, mas ela disse que não, enquanto era levada para o corredor em uma cadeira de rodas. Ela chegou a gritar para o marido permitir que os médicos fizessem a transfusão nela, mas ele recusou novamente sem hesitar sequer por um momento.

Os médicos, então, tiveram mais uma ideia para salvar a mulher e o bebê. Eles falaram para o marido levá-la ao Hospital Universitário de Lagos, que tem mais ferramentas e as melhores instalações talvez tornassem possível salvar a mulher sem ter a necessidade de uma transfusão de sangue. A única coisa que o homem precisaria fazer era solicitar e trazer ao hospital geral uma ambulância para fazer o transporte. Quase uma hora depois, o marido voltou ao hospital com uma ambulância para transporte de cadáveres.

Saiba o que aconteceu depois dessa atitude do homem na página seguinte.

Ajayi Afolabi contou que há estava muito bravo com tudo o que tinha acontecido e não conseguiu mais se segurar quando viu o carro que o homem havia levado que pediu ajuda para algumas pessoas e ele mesmo foi atrás de uma ambulância de salvamento. Contudo, como ele não estava doente e não era parente da mulher, eles só conseguiram o veículo depois de 3 horas de tentativas. Infelizmente, em direção da ambulância em uma cadeira de rodas e sem a companhia do marido, ela não resistiu e acabou falecendo.

O bebê também não conseguiu ser salvo e faleceu pouco depois. Depois disso, o marido percebeu o que havia acontecido e caiu em lágrimas. Ainda assim, Ajayi Afolabi não aguentou o que se passou e decidiu agredir o marido da falecida. Você tomaria partido dele, que agrediu o outro que acabou de perder a mulher e o filho ou ficaria do lado do marido, que não salvou a esposa e o filho quando ainda tinha condições de fazê-lo? Confira os prints do relato original abaixo (em inglês).

Nos deixe um comentário, queremos saber o que você acha disso tudo. Compartilhe este artigo com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Fotos: Facebook/Pixabay/Twitter

6683
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Estes são alguns dos maiores youtubers do Brasil
24/03/18 07:04
E bem chocante isso perder esposa e filho pra não fazer o procedimento que o médico pediu.
23/03/18 07:04
Ele tinha que ter pensado na hora a vida da mulher e do filho tava em risco
23/03/18 07:04
Já estudei testemunha de Jeová respeito muito eles, hoje sou evangélica e não acho legal ficar criticando as religiões das outras pessoas não, até porque Deus e que tem esse direito do julgamento então, eu vivo minha vida e eles a deles e pronto, eu tenho muitos amigos que são testemunha de jeova e são pessoas maravilhosa.
23/03/18 07:04
Ele é um louco todos dessa ceita são loucos onde na bíblia fala q não podemos doar ou receber sangue .
23/03/18 07:04
Só não entendi pq a mulher não autorizou ? Antes da religião, era o marido que mandava no corpo da mulher, já que ela implorou para que o marido autorizasse?
23/03/18 07:04
Total ignorancia dele e dos medicoa q ue atentem isso... Tipo de vc e testemunha de jeova e nao quer transfusao q seja pra proria vida nao em relaçao a vida dos outros...
23/03/18 07:04
Nao critico a religiao testemunha de jeova conheço otimas pessoas que sao e nao e uma seita sim estidos biblicos e reuniaoes que falam coisas ate boas mas em relaçao a transfusao de sangue sou contra e achoq o medicoq obedeçe deve ser culpado tb sabe q vai morrer e deixa
22/03/18 07:04
Acho que não é a questão de sangue ou religião deu a impressão de que ele não queria nenhum dos dois porque quem ama faz o possível e impossível pra salvar vidas e não cooperar pra que elas se vão pelo ralo. Deus condena essa atitude pois ele deu o seu sangue pra nos salvar e esse homem negou a ela a única chance de viver.
22/03/18 07:04
Isso tá bem distante de Deus nosso senhor
22/03/18 07:04
Prende o safado do marido e todos desta seita diabólica.
22/03/18 07:04
Gente que absurdo quanta ignorância sacrificar a vida de um anjo por pura burrice
22/03/18 07:04
Isso não é ser humano Deus é vida é amor onde que tá na Bíblia que devemos deixar alguém morrer desse jeito.... Cara hipócrita sem amor nenhum.... Chega a me enjoar um ser desses...
22/03/18 07:04
Eva Soares Aline LunaIsso é religião que se deixa de viver a própria mulher ou qualquer dos familiares
22/03/18 07:03
Gente os testemunhos de Jeová são assim mesmo, infelizmente, lamentável
22/03/18 07:03
Tbm acho eles Estão lá pra salvar vidas e não deixar que a opinião de religião tire a vida. Cadê o tal juramento de salvar vidas?
21/03/18 07:04
Não é bem assim não... A gravidez é de risco!!!
21/03/18 07:04
Evandroricardogomes Ricardo
21/03/18 07:03
Testemunhas do capeta
21/03/18 07:03
Testemunha do capeta. Jesus deu o sangue dele pra nós salvar
21/03/18 07:03
Ainda tem filho da **** q defender esse miserável