Incrível!Dicas

Publicado 2018-04-11
2 Comentário

Pessoas que se identificarem com este artigo devem procurar ajuda psicológica

A depressão é responsável por alterar os níveis de alguns neurotransmissores responsáveis pelo humor e até alterações hormonais. Dentre os neurotransmissores que geralmente são afetados está a serotonina, noradrenalina e dopamina. Por isso, tem que haver a distinção entre tristeza e depressão. Lembrando que, por muitas vezes a alteração de neurotransmissores traz a necessidade de ajuda especializada como psiquiatras e psicólogos. A depressão afeta 4,4% da população mundial, mas, segundo a OMS este índice é de 5,8%. O que dá ao Brasil a primeira posição na América Latina.

1. Finge estar tudo bem

Pessoas depressivas sempre se enxergam como um fardo e, por isso, não gostam de pedir ajuda por medo do incômodo e também pensar que está sobrecarregando a outra pessoa. Este tipo de sentimento é comum em depressivos que muitas vezes não querem mostrar seus sentimentos à ninguém e escondem o máximo que podem. O sofrimento interno é constante, mas, às vezes, por fora ele é aparentemente alegre e risonho. Vale lembrar que você não está sozinho. Procure ajuda especializada.

1. Finge estar tudo bem

2. Perda de interesse

Sabe aquelas coisinhas simples e que te davam muito prazer em fazer como tocar violão, nadar, fazer exercícios físicos e encontrar amigos? Se você está se afastando cada vez mais disso certamente há algo errado. Pessoas depressivas costumam perder a vontade de fazer coisas que antes considerava primordiais. Este comportamento é característico dessa doença. As pessoas perdem o entusiasmo e não vêem mais o "porquê" de fazer ou tentar fazer aquilo que gostava.

2. Perda de interesse

3. Excessivamente em conflito consigo mesma

Pessoas com depressão costumam ter pensamentos muito frequentes sobre a vida e a morte, o levando a ter uma visão de mundo totalmente distorcida da realidade, mas que faz total sentido para uma pessoa que vive esta condição. Não são todas as pessoas com depressão que tem mente suicida ou vontades de fazer mal à elas mesmas. Se há algum amigo ou até você mesmo que se encaixa neste tópico procure ajuda. A depressão é tratável em grande parte dos casos.

5. Hábitos alimentares incomuns

A forma de se alimentar costumam ser incomuns. Normalmente envereda-se por um destes dois caminhos: a obssessão por comida, comendo-se muito, ou o contrário: a falta de apetite. Ambas escolhas são entendidas como fuga da sua atual condição depressiva. Aqui interpreta-se que a obssessão por comida dá a ele um prazer imensurável, comendo em tudo em grande quantidade e em excesso. O outro grupo perde não só a vontade de alimentar-se como também o prazer que encontrava em outros hábitos usuais.

3. Excessivamente em conflito consigo mesma

6. Sono instável

Aqui estamos diante de mais um sinal de pessoas depressivas: dorme-se demais ou dorme-se bem menos. A "hipersonia" torna-se uma válvula de escape para não lidar com seus problemas internos e externos. Outra característica que podemos acrescentar é que estas pessoas costumam se cansar com uma facilidade muito maior. O contrário também pode acontecer. Pessoas que ficam acordadas por uma noite inteira e muito inquieta por conta disso poder incluir outro problema: a ansiedade.

7. São bons em disfarçar

Sabendo de todo um estigma e um preconceito que envolvem as doenças mentais como a depressão, as pessoas que têm a doença podem não se sentir à vontade para se abrir. Desde o nosso passado envolvendo histórias bem assustadoras sobre hospitais psiquiátricos até como as pessoas com doenças mentais eram medicadas ou até submetidas a cirurgias desumanas e invasivas. Ou seja, tudo isso traz uma carga muito pesada para esta pessoa que fará de tudo para você acreditar que está tudo bem é: "apenas cansaço", "problemas do cotidiano", "me cortei enquanto fazia o jantar"...Fique atento! Ajude as pessoas ao seu redor.

4. Criatividade em alta

A sensibilidade destas pessoas costuma ser mais aguçada por conta de um maior contato com seus sentimentos e emoções. Parece que daqui surgiu a máxima de que os artistas brilhantes tem a depressão como característica. Mas vale lembrar que arte por ser uma forma de expressão acaba esbarrando em questões pessoais como medos, amores e até a depressão. Procure um especialista se este sintoma parece bastante claro para você.

Fique atento e procure ajuda
Seja paciente com as pessoas que você ama ou tem algum tipo de relação, infelizmente, nós nunca sabemos o que se passa com elas. Se você suspeita que alguém tenha ou você se encaixou no nosso artigo, busque ajuda de um profissional! Você não precisa se sentir só, pois há muitas pessoas que com certeza estão aptas a te ajudar. O Centro de Valorização da Vida (CVV) pode ser um primeiro passo. Você pode conversar com um voluntário do CVV ligando para 188 ou 141 (nos estados Bahia, Maranhão, Pará e Paraná). Mas se você preferir há a opção de chat no site[url]https://www.cvv.org.br/ligue-141/[/url] , Skype, e-mail e também tem alguns postos de atendimento espalhados pelo Brasil.

Se gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Fotos: Pixabay/ Giphy

6
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Como ajudar uma pessoa com depressão?
Para Os Curiosos
Para Os Curiosos 21/04/18 06:03
Procure um especialista, Carolyne! Que você consiga levar uma vida normal
21/04/18 06:03
JESUS....é o Caminho, Verdade, a Vida e a Cura. O Médico dos Médicos...ELE cura, restaura e Salva...queremos mais o que? E não precisa ser evangélico não, para saber disso. Basta termos a humildade, ACREDITAR e reconhecer que ELE resolve tudo, só dependerá de nós.