0 Comentário

Por que temos pelo no queixo? E quando isso torna-se um problema?

Os pelos no queixo em mulheres são relativamente comuns e podem ter as mais diversas causas indo de genética até ao uso de medicamentos. Isso demonstra que o problema vai além da estética podendo esbarrar em condições médicas. Por isso, o problema deve ser avaliado por um especialista e a partir daí decidir tirá-los por meio de eletrólise, depilação a laser ou até alguma receitinha mais caseira. Se os pêlos no queixo têm te incomodado, talvez esteja na hora de você buscar a causa deles. Neste artigo listamos algumas possíveis causa, mas busque um médico para o diagnóstico correto.

1. Desequilíbrio hormonal

1. Desequilíbrio hormonal

Os cabelos da região do queixo podem ter os hormônios masculinos como os grandes vilões. Eles são usualmente chamados de andrógenos, que são responsáveis por estimular ou controlar o desenvolvimento e manutenção das características masculinas. Outra possível causa pode ser o hisurtismo, que é o crescimento excessivo de pelos em áreas em que homens costumam ter pelos. Além disso, essa disfunção pode acarretar em perda de cabelo e voz mais grave.

1. Desequilíbrio hormonal 1

2. Envelhecimento

O ciclo normal de envelhecer pode trazer alguns transtornos como os cabelos brancos, fraqueza muscular, etc. Porém, do lado estético seu rosto pode ganhar pelos, principalmente na área do queixo. Isso costuma acontecer quando a menopausa dá as caras. Com a queda dos níveis do estrogênio, hormônio feminino, o nível de testosterona tende a aumentar, e com isso há aparecimento de pelos indesejados, principalmente no rosto. O laser é o mais indicado para quem não quer sentir a dor e ainda ter o rosto manchado pelo uso de cera.

2. Envelhecimento

3. Síndrome dos Ovários Policísticos

A síndrome dos ovários policísticos é um distúrbio endócrino que provoca alteração dos níveis hormonais e isso leva à formação de cistos nos ovários aumentando o tamanho deles. Alguns dos sintomas envolvem a menstruação irregular, a alta produção de hormônio masculino (testosterona) e ainda a presença dos micro cistos nos ovários. Os pelos no rosto serão causados pelo aumento da testosterona.

4. Mudanças de peso

Ter oscilações em relação ao aumento ou diminuição do peso pode ser um sinal de um grave de que a sua saúde não vai bem. Por isso, você deve consultar um médico para um diagnóstico preciso. A obesidade pode estar ligada ao crescimento do cabelo na região do queixo, já que acaba acarretando alterações hormonais em nossos corpos.

5. Síndrome de Cushing
Se você já reparou que tem muitas estrias, tem um ganho de peso constante e os pelos faciais tem feito parte da sua rotina, talvez você tenha a Síndrome de Cushing. A doença acontece quando o corpo libera altos níveis de cortisol, o hormônio do estresse no organismo.

3. Síndrome dos Ovários Policísticos

6. Gravidez

A gravidez traz grandes alterações hormonais no organismo. A presença de pelo debaixo do queijo é de certa forma comum. Geralmente, ele vai embora assim que os hormônios voltam aos números usuais após a gravidez, geralmente demora de 3 a 6 meses. Todo o cuidado durante a gravidez é pouco, por isso se os pelos estiverem te incomodando consulte um médio para saber a melhor forma de retirá-los.

4. Mudanças de peso

7. Hiperplasia Adrenal Congênita

Essa condição nasceu com você e afeta uma a cada 15.000 crianças, sendo assim é uma doença raríssima. A síndrome é composta por um grupo de disfunções metabólicas por conta do crescimento exagerado da glândula suprarrenal devido à mutações do gene da enzima 21-hidroxilase. Ela atrasa a puberdade e dificulta a possibilidade de engravidar.

8. Uso de Medicamentos
Determinadas drogas e medicamentos podem acarretar no crescimento do cabelo no queixo. Certas medicações afetam os níveis hormonais tais como esteroides e quimioterápicos.

6. Gravidez

9. Causa genética

A sua genética pode te condenar a ter pelos na região do queixo. Determinados grupos étnicos têm normalmente pelos no queixo. Como exemplo podemos ter pessoas do Oriente Médio e do sul da Ásia.

10. Não tente arrancá-los
É possível que na sua tentativa de não ter mais pelos naquela região você acabe arrancando e fazendo com que eles voltem mais grossos. Por isso, a melhor opção é a eletrólise ou a depilação a laser. Você também pode optar por uma pasta de açafrão com água para remoção dos cabelos de uma forma menos abrasiva.

Se gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Fotos: Pixabay / Unsplash / Twitter

7. Hiperplasia Adrenal Congênita
1
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Treinadora plus size mostra que não há desculpas para não fazer exercícios