0 Comentário

O que acontece no seu corpo quando você está triste

Provavelmente em algum momento das nossas vidas vamos nos sentir menos capazes, menos valiosos, menos envolvidos a fazer algo que diz respeito às nossas rotinas e por aí vai uma infinidade de outras coisas. O que acontece pode estar relacionado com a tristeza que vai nos atingir não só por uma vez, mas várias vezes independente do caminho que você escolher. E as pessoas podem não saber, mas isso afeta o nosso corpo por inteiro e, como você mesmo pode imaginar, não são sintomas nada bons. E eles vão ser mais acentuados ou não dependendo de como esta pessoa lida com isso! Já há estudos que dizem que a tristeza altera os níveis de estresse no cérebro e isso desencadeia uma série de doenças! Confira o artigo abaixo para saber mais.

1 - Sistema autoimune

1 - Sistema autoimune

Não deve ser novidade para ninguém que a tristeza faz a parte responsável do cérebro pela dor física e emocional se abalarem. Os circuitos cerebrais encontram-se frágeis e nada prontos para lidar com qualquer emoção. E ainda se a pessoa encontra-se neste estado, o risco de uma doença inflamatória aumenta muito. Por isso, temos que cuidar muito de nós mesmos e procurar ajuda se sentirmos a necessidade.

1 - Sistema autoimune 1

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Em algum momento da vida, você ouviu falar que o ser humano usa apenas 10% do nosso cérebro, não é mesmo? E provavelmente te disseram que seria possível que fizéssemos coisas espetaculares se conseguissemos usar mais que 10%, como atravessar paredes, ler mentes, mover objetos... Neste vídeo, vamos descobrir se isso é MITO ou VERDADE e de onde surgiu essa história:

1.1 - O sistema endócrino e nervoso tem muita influência sobre a liberação de hormônios e isso vai acabar esbarrando na liberação de hormônios, que varia de acordo com as nossas emoções. Somente quando estamos bem da cabeça aos pés, nosso corpo trabalhará de forma equilibrada. Se estivermos diante daquela montanha-russa de sentimentos, isso afetará diretamente a nossa saúde. Podemos perceber isso diretamente em pessoas que tem dores de cabeça devido ao estresse ou que tem erupções cutâneas quando o estresse ou algum outro sentimento está fora do controle.

2 - Temperatura

2 - Temperatura

O sentir frio torna-se mais constante em pessoas tristes. A temperatura corporal fica afetada depois de algum tempo com uma tristeza constante. E a relação da pessoa com a temperatura mais baixa vai além da sensação. Em alguns experimentos foi possível comprovar que pessoas expostas a uma rejeição ou a um isolamento, perceberam a temperatura do local onde estavam como se fosse muito mais baixa e também optaram por bebidas e alimentos quentes.

2 - Temperatura 1

2. 1 - Um estudo feito pela Universidade de Granada, na Espanha, concluiu após alguns testes com voluntários, que a nossa temperatura corporal está intimamente ligada ao nosso estado psicológico e emocional. Eles pretendem mapear onde o calor é sentido dependendo do sentimento ao qual a pessoa é exposta. O exemplo utilizado por Goméz, supervisor da pesquisa, é o das mãos que esfriam no medo, mas aquecem quando estamos nervosos.

3 - Apetite diminui

3 - Apetite diminui

A tristeza vai afetar o seu apetite provavelmente levando a um aumento de peso e consequente elevação da pressão arterial. A diminuição do apetite colabora para a opção por alimentos mais gordurosos, ricos em sal, mas sem propriedade nutritiva alguma. Ainda em relação à este item, a pessoa triste geralmente perde aquele prazer de comer justamente porque o paladar fica muito afetado. Ela mal consegue sentir o sabor da comida. Sabe por quê? Porque os receptores da nossa língua diminuem quando estamos tristes.

3 - Apetite diminui 1

3.1 - O sabor principal a ser afetado pela nossa percepção é o doce. Por isso mesmo, que as pessoas podem comer uma quantidade maior na intenção de sentir novamente aquele gosto doce de antes. Aquele pensamento de que o prazer perdido tem que ser recompensado de alguma forma. Não é incomum também que as pessoas tristes não sintam prazer algum com uma refeição, pois cada caso é um caso e isso tem que ser analisado por um profissional da área.

4 - Peso

4 - Peso

Com o aumento de peso, que é comum em pessoas tristes, aumenta-se juntamente a pressão arterial. Em um momento de instabilidade, em que estamos tristes, podemos usar a alimentação como fuga por conta da nossa ligação entre a comida e o afeto! A comida prove momentaneamente aquela sensação de prazer e bem estar. A comida muitas vezes é usada para preencher o vazio emocional mesmo que isso dure alguns minutos. Atualmente, a relação entre obesidade e quadros de depressão e tristeza são muito interligadas.

4 - Peso 1

4.1 - A forma como a pessoa encontra-se fisicamente diz muito a respeito da forma como ela vê a comida, em uma relação de tristeza. Por conta do nosso inconsciente, podemos ficar mais propensos a ingerir gorduras e alimentos muito calóricos, que nos trarão a ideia de conforto. Por isso, quando perceber que isso está acontecendo, fique atento, pois pode ser um sinal de que a tristeza está te acompanhando e isso não te fará bem de forma alguma. Procure ajuda!

5 - Estresse aumenta

5 - Estresse aumenta

A tristeza age no hormônio cortisol. Ele é responsável por controlar os níveis de açúcar no sangue, pressão sanguínea e até o nosso sono! Tudo isso colabora para o aparecimento de novas doenças, então neste caso a tristeza é somente a porta de entrada para outras doenças que muitas vezes serão muito nocivas para o nosso corpo. A tristeza é o nosso estado mental mais preocupante para o nosso corpo físico. Mente adoecida faz o nosso corpo padecer. Cuidado!

5 - Estresse aumenta 1

5.1 - A insatisfação que vem de dentro da pessoa pode acabar prejudicando o nosso corpo físico. Quando se está nesta situação, trabalho, tarefas cotidianas, exercícios físicos tornam-se um estorvo. Não há a possibilidade de concentrar-se ou ser produtivo, tudo parece muito difícil de ser finalizado e a sua insatisfação está em um nível assustador. Mantenha-se atento ao seu estado mental e cuide para que não chegue em níveis mais graves!

6 - Doenças

6 - Doenças

É incrível como o nosso corpo somente funciona bem quando tanta a parte física quanto mental estão totalmente sadias e trabalhando em harmonia. A tristeza pode gerar enfermidades como cardiopatias, doenças pulmonares e também hepáticas. Então, para quem achava que o nosso corpo é um monte de caixinhas, que não se comunicam umas com as outras, você, meu caro, estava redondamente enganado. Somos uma série de engrenagens e precisamos que tudo esteja harmônico!

6 - Doenças 1

6.1 - Quando se está em uma situação de tristeza profunda, sabemos que isso pode gerar outras doenças físicas, mas você sabia que as doenças mentais também podem te acometer? Dentre elas a depressão, que afeta 13 milhões de pessoas no Brasil, a Síndrome do Pânico, que é caracterizada por sintomas como mãos suadas, medo da morte, tremores, etc., Agorafobia que é o medo de frequentar locais públicos, andar sozinho, etc., Anorexia e Bulimia, que são transtornos alimentares. E, por fim, a dismorfia corporal, na qual a pessoa tem uma visão distorcida de si mesma.

7 - Agravamento

7 - Agravamento

Em casos mais graves, a tristeza pode tornar-se uma uma depressão e pode vir a favorecer o aparecimento do câncer. Pois é, muitas vezes, quando não cuidamos ou não damos atenção a uma doença em um estado inicial, como uma tristeza repentina, podemos ter que lidar com consequências muito mais graves. Por isso, sempre conte com o apoio de amigos, familiares, mas principalmente de profissionais da área. Há várias coisas substituíveis, mas a saúde mental não é uma delas.

7 - Agravamento 1

7.1 - Quando a tristeza transforma-se em depressão, há algumas características que temos que ficar alerta para sabermos a diferença. Um deles diz respeito à problemas digestivos, que trará dores abdominais e mudança do hábito de ir ao banheiro. Outras características são a dor de cabeça, distúrbios do sono, tensão na área da nuca e ombros, cansaço ou fadiga, mudanças no apetite e também no peso são bem comuns. Parecem coisas bobas e usuais, mas uma pessoa depressiva pode ter esses sinais em níveis bem altos!

8 - Muito mais energia para fazer coisas banais

8 - Muito mais energia para fazer coisas banais

Quando se está naquela situação de tristeza, onde sentimos que nossa energia se vai com muito mais facilidade é normal porque o cérebro tem um trabalho muito maior para dar conta de alguma tarefa. Sabe aquela coisa que você fazia todo dia cotidianamente? Pois é, nosso cérebro deixa de fazer isso de certa forma automatizada e ele gasta muito mais energia com isso. De acordo com estudos, mais de 70 regiões do cérebro são ativadas quando estamos tristes.

8 - Muito mais energia para fazer coisas banais 1

8.1 - A falta de energia pode surgir antes mesmo de um quadro de tristeza ou depressão. E aqui podemos relatar a falta de vontade de concluir tarefas ou até mesmo de fazer coisas que antes te davam prazer. Ou seja, o quadro pode ir agravando-se antes que a pessoa se dê conta do que realmente está se passando com ela. E aí pode chegar facilmente em um quadro depressivo, que é uma síndrome, regida por uma série de sinais. Por isso, é comum que os sinais sejam inicialmente relatados por familiares e amigos do paciente do que por ele mesmo.

9 - Transtornos

9 - Transtornos

Com a diminuição da serotonina, o desenvolvimento da depressão, obsessões compulsivas e ataques violentos podem acontecer. A gravidade varia de acordo com o tempo que somos afetados pela tristeza. A serotonina está relacionada com a nossa motivação pessoal. Provavelmente, nesta etapa, você procurará um profissional, que mostrará exames em que sua saúde física está dentro dos conformes. Mas a mental, está de mal a pior… Procure por um profissional especializado em saúde mental…

9 - Transtornos 1

9.1 - Inclusive há um tipo de depressão, que é chamada de depressão ansiosa, que une a tristeza com a preocupação. Neste caso, a doença afeta nosso convívio familiar, relacionamento, trabalho, etc. E os sintomas são os mais variados: delírio, diarreia, perda de libido, falta de ar, perda de apetite, inquietude, medo constante, falta de concentração, aperto no peito, apatia e cansaço, descontrole de pensamentos, fala exageradamente rápida, tontura, tensão muscular, mal-estar, perda de memória, tristeza profunda, etc.

10 - Chorar é normal

10 - Chorar é normal

Não segure o choro de forma alguma, pois é necessário liberar isso. Não tenha vergonha dos seus sentimentos ou de se abrir para um amigo, mãe, pai, irmão, é normal. E, em níveis diferentes, todas as pessoas do mundo passarão por este momento difícil. Se estiver com medo de lidar com isso sozinho, chame uma pessoa da sua confiança para ir com você procurar por um bom profissional. Seguindo tudo isso, não há como não haver melhoras, lentas, gradativas ou mais rápidas, o importante é ficar com a saúde mental e física em dia!

Se gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Fotos: Pixabay

10 - Chorar é normal 1
1002
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Como Se Lembrar das Suas Vidas Passadas