Incrível!Animais

Publicado 2018-10-01
0 Comentário

Doenças horríveis que um gatinho fofo pode transmitir

Os gatos são ótimos animais de companhia e estão com certeza na lista de criaturas mais fofas do mundo... Entretanto, é preciso ter cuidado na hora de levar um gato diretamente para casa, pois a primeira parada deve ser em um hospital/clinica veterinária para que você tenha certeza que o seu bichinho está saudável ou precisa de cuidados especiais. A verdade é que em alguns casos eles podem ser portadores de doenças que podem complicar muito nossas vidas se não forem tratadas corretamente. É por isso que é bom estar sempre ciente das implicações para a saúde desses lindos animaizinhos, tendo consultas regulares com um veterinário. Aqui falamos mais sobre algumas doenças que podem ser transmitidas por gatos. Devemos lembrar que o abandono em massa é um dos fatores que mais contribui para que gatos inocentes sejam contaminados, já que são expostos à diversos perigos ao viver nas ruas.

1. Doença pelo arranhão do gato

Esta doença ocorre apenas no local onde ocorreu o arranhão do gato. O agente que a produz é a bactéria conhecida como "Bartonella henselae", por isso a condição também é conhecida como "Bartonelose". Embora muitas vezes os amantes desses felinos se recusem a aceitar algumas dessas consequências para compartilhar suas vidas com esses animais, a verdade é que essas condições existem e devemos ter muito cuidado com elas. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Normalmente, é melhor matar uma baleia ou um golfinho encalhado do que "resgatá-los" e colocá-los de volta no mar. Quer entender por quê? Confira neste vídeo:

O arranhão nem precisa ter sido grande ou profundo para que a infecção ocorra. Uma pequena bactéria, infectará os vasos sanguíneos humanos, mesmo quando os gatos não apresentarem sintomas. É precisamente por essa razão que aqueles que gostam da companhia de gatos consideram que isso é uma invenção dos detratores de gatos para justificar sua aversão a eles. Mas não, isso realmente existe e pode ser bem sério.

Uma bolha de cerca de 5 centímetros será então produzida em torno do arranhão. Além disso, febre, dor de cabeça, bem como inflamação dos gânglios linfáticos irão se desenvolver. Esta doença é evitada simplesmente evitando arranhões de gato. Vale a pena mencionar que você tem que ter muito cuidado quando estiver morando com algum animal que possa te machucar, não importa quão mínimo seja. A recomendação é sempre manter bons hábitos de higiene ao morar com eles.

2. Vermes

Também conhecida como verme intestinal, esta doença produz sintomas de pneumonia, como febre, tosse e aumento do fígado. Uma erupção também pode ocorrer. Ele se confunde com algumas doenças gastrointestinais e até mesmo com certas doenças transmitidas por alguns mosquitos. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

Este mal tem seus ciclos desde o momento em que entra em contato com o animal e as larvas em questão. Para evitá-lo, é essencial vermifugar gatos com certa frequência. Sem mencionar também as medidas de higiene relevantes acima mencionadas para manter longe os parasitas. As dores produzidas por esta doença são altas, bastante semelhantes às causadas pela diarréia infecciosa. É por isso que muitas vezes é confundido com outros tipos de doenças.

3. Giardia

Esta doença é causada por parasitas do tipo protozoários que afetam o trato intestinal. Além disso, algo que caracteriza esta doença são as dolorosas cólicas intestinais. A intensidade com que se manifesta é descrita quase como dor pré-menstrual no caso das mulheres e, no caso dos homens, como quando ingeridas algo estragado ou em condições muito precárias. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

Da mesma forma, uma diarreia muito severa com um odor associado muito ruim é produzida. Em geral, os sintomas desaparecem naturalmente na maioria das pessoas após 2 ou 3 dias. No entanto, sob certas condições, um sistema imunológico fraco pode ser fatal. Especialmente se não for atendido em tempo hábil. Isso acontece com frequência porque o paciente considera que é apenas uma infecção comum e até se automedica, ignorando a intensidade da dor.

4. Salmonelose

A bactéria Salmonella é encontrada tanto nos intestinos como nas fezes de animais e humanos. Também é encontrado em carnes cruas. O tipo de intoxicação produzido por essa bactéria é caracterizado por vômitos e diarreia. Deve observar-se que estas bactérias podem transmitir-se por qualquer animal. No entanto, a frequência no caso de gatos é muito alta por causa do tipo de proximidade que os amantes desses animais têm com seus animais de estimação.

É extremamente importante, para evitar o contágio da salmonela, ser extremamente cuidadoso ao conferir as fezes do gato, caso elas estejam com um aspecto diferente. Caso estiverem e você se contamine ao entrar em contato com as fezes fazendo com que essas bactérias entrem em seu organismo, as consequências podem ser graves para você e para o gatinho. Da mesma forma, sintomas acompanhados por dor abdominal intensa podem ocorrer, mesmo quando estes tendem a desaparecer por si mesmos após 2 ou 3 dias. Se a diarreia não for controlada pode causar sérios danos ao organismo devido à desidratação que costuma acompanhar essas constantes deposições.

5. Toxoplasmose

Esta infecção é produzida por um parasita unicelular conhecido como toxoplasma gondii. Este parasita pode se reproduzir apenas nas células que revestem o intestino dos gatos. A infecção ocorre pelo contato com as fezes dos felinos que estão infectados, já que nem todos os gatinhos são portadores desse parasita. As pessoas que manipulam de alguma forma o excremento de seus animais de estimação e entram em contato direto ou indireto, levando esse parasita para dentro do organismo, tem o risco aumentado.

O maior perigo desta infecção é para mulheres grávidas, lembrando que apenas gatos infectados pelo parasita podem transmiti-la. Caso você tenha um gato saudável em casa, não há nenhum problema. Caso uma mulher grávida se contamine, abortos espontâneos podem ocorrer. Não há vacina para prevenir a toxoplasmose. Por outro lado, medidas simples de higiene como lavar as mãos após o manuseio de gatos ou seus resíduos podem ser tomadas. Deve-se notar que esta recomendação também se estende à manipulação de qualquer outro animal, porque os bichinhos de estimação, caso infectados, podem espalhar muitas doenças para os seres humanos. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

6. Micose

Esta doença é essencialmente causada por um fungo que coloniza a camada morta da pele e ocorrem lesões circulares. É muito fácil transmitir entre animais de estimação e pessoas. Os membros do reino dos fungos se expandem e afetam outras áreas próximas se não forem tratadas de maneira certa. Por esta razão, esta é talvez uma das doenças transmitidas por estes felinos que é mais complicada de erradicar. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

Uma erupção bastante dolorosa é o sinal mais óbvio de que a infecção está presente. Na maioria dos casos, o uso de cremes antifúngicos pode curar esta doença. No entanto, sendo uma condição visualmente óbvia, muitas pessoas tendem a ficar excessivamente alarmadas quando percebem que algo em sua pele não está certo. Felizmente, se você o enfrentar a tempo, não causará grandes problemas, Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

7. Infecção por Campylobacter

Esta bactéria concentra seu ataque na área intestinal. Além disso, é muito fácil que seja propagada dos gatos para os seres humanos. Não lavar as mãos corretamente pode resultar em infecção. A recomendação não é apenas usar água e sabão abundante, mas também, se possível, aplicar algum tipo de gel antibacteriano para evitar qualquer contágio e não infectar outra pessoa depois de ter estado em contato com nosso animal de estimação.

Os sintomas incluem dor abdominal intensa, bem como diarreia muitas vezes sanguinolenta. O indicado é ir ao médico e muitas vezes o tratamento envolve o uso de antibióticos. Jamais faça a automedicação sob nenhuma circunstância. Ninguém é melhor do que o médico especialista para determinar, com base nos sintomas, o tratamento e a dose pertinente para combater a doença. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

8. Infecção por Cryptosporidium

Esta infecção é análoga àquela causada pela giárdia. O agente patogênico é Cryptosporidium. Normalmente, a diarreia grave ocorre com a presença de muco e mau odor. Em geral, são sintomas bastante desagradáveis. Mas, como a maioria das doenças que já listamos, ela apresenta sintomas muito similares aos do resto das doenças gastrointestinais, portanto, os pacientes devem ser tratados corretamente e imediatamente.

A melhor maneira de prevenir esta doença é enfatizar as medidas de higiene e ter muito cuidado com o manuseio dos gatos ou de suas fezes. Muitos de nossos leitores podem ter gatos e estão até pensando que exageramos... É sempre muito melhor tomar medidas de precaução para evitar incidentes desagradáveis e dolorosos. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!

9. Raiva

Os principais órgãos afetados pela raiva são o cérebro e a medula espinhal. A infecção ocorre de um animal de estimação infectado para um ser humano através da saliva do primeiro. É uma doença extremamente grave. No entanto, ao contrário das outras doenças listadas, a raiva é muito mais fácil de detectar, tanto em animais como em pessoas que sofrem com ela, pois seus sintomas são bastante evidentes. É por isso que quase sempre pode-se reagir a tempo. Por isso a vacinação regular é muito importante! A maioria dos estados oferece a vacinação gratuita contra a raiva.

Além disso, o modo típico pelo qual é transmitido é através das mordidas de cães ou gatos. Deve-se levar em conta que, uma vez declarados os sintomas da doença, pode ser fatal. Felizmente, agora temos conhecimento suficiente dessa doença, de modo que os avanços da medicina a esse respeito são enormes. Lembre-se das consultas regulares com um médico veterinário!
Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de seguir o nosso perfil no Instagram!

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Sabe aqueles mosquitinhos, mariposas, joaninhas e besouros que ficam voando na nossa cabeça à noite quando está calor? Você não quer que eles estejam ali e, adivinha, eles também não querem! Então por que eles entram pela sua janela? Descubra neste vídeo.

105
O que você acha?! Juntar-se à conversa
A vida de BRAD PITT após o divórcio de ANGELINA JOLIE