0 Comentário

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente

O presidente Michel Temer sancionou uma lei que foi criada em Campinas, após a morte de Lucas, durante um passeio com a escola, em setembro de 2017. A lei torna obrigatória a realização de cursos de primeiros socorros para funcionários e professores de escolas públicas e privadas, de ensino infantil em todo o país. A lei foi criada em Campinas em homenagem a Lucas Begalli, que morreu engasgado com um pedaço de cachorro quente durante um passeio com a escola.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 1

Como ninguém tinha noções de primeiros socorros, o menino não resistiu e acabou falecendo antes da chegada do serviço de salvamento. Para a família, se as monitoras e professoras tivessem algum tipo de treinamento, a tragédia poderia ter sido evitada. Desde então, a mãe dele, Alessandra Begalli luta para a criação da lei. Agora, pouco mais de um mês de sua aprovação no senado, o presidente Temer sancionou a lei que faz a lei ser válida em todo o país. Existe um prazo de 180 dias para ela entrar em vigor.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 2

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Sabe quando alguém é picado por uma cobra em um filme e os mocinhos sugam o veneno com a boca e cospem, salvando a vida da pessoa? Pois é, a vida real não é tão simples assim... Confira neste vídeo:

Crianças são seres imprevisíveis, cheios de energia e com muita vontade de vivenciar e aprender sobre tudo um pouco. Por isso, uma pequena distração dos pais ou de um responsável em meio a uma brincadeira entre amigos pode ser fatal para o pequeno. Foi o que aconteceu com o garoto Wagner Mateus Candeia de Lima, de 5 anos, na comunidade de Jardim Piedade, no bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Wagner costumava ficar com a avó, quando a mãe não estava em casa, mas neste dia ele estava sob os cuidados de uma vizinha.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 3

Em um ato sem maldade alguma, a responsável pela menino naquele dia havia comprado 4 pirulitos e distribuiu entre as crianças da casa, Wagner e sua irmã, além de também presentear os filhos dela com o doce. O problema todo aconteceu quando o garoto de 5 anos puxou o doce de sua haste com a boca, bateu a cabeça contra a parede e engasgou com o pirulito. Os minutos que seguiram foram de muito desespero.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 4

Após o acidente, desesperada, a vizinha tentou diversas vezes fazer com que Wagner voltasse a respirar normalmente. A avó da criança também chegou ao local para ajudar no socorro e fez algumas manobras para remover o doce da garganta do neto. Em meio ao desespero, tentaram dar água à Wagner e também abriram a boca do garoto e enfiaram o dedo em sua garganta, mas, infelizmente, isso somente empurrou o pirulito mais para baixo.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 5

Segundo a mãe de Wagner, ele era uma criança com muitos sonhos e gostava muito de dançar e cantar. Por conta disso, pediu a ela que para que fosse a um programa de TV mostrar seu talento. Ainda segundo a mãe, ele era querido por todos em sua rua. Muito abalada, ela espera que sua morte não tenha sido em vão e alerte outras mães em relação à um inocente doce e como uma simples desatenção pode se transformar em uma tragédia.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 6

No intuito de conscientizar as pessoas depois de uma situção tão dramática como a morte de seu sobrinho, mesmo visualmente abalada, a tia de Wagner, Amanda, divulgou em seu Facebook um vídeo desabafando sobre o caso. Nele ela fala sobre o que aconteceu e pede para que tenham cuidado e estejam atentos quando permitem aos pequenos que tenham acesso a doces como um mero pirulito.O vídeo teve mais de 13 mil compartilhamentos e mais 900 mil visualizações.

O hospital no qual Wagner foi atendido afirmou ter feito todos os procedimentos para a remoção do doce e cumprido todo o protocolo clínico, mas, ainda assim, a criança não resistiu. Logicamente há nesta história a falta de conhecimento e também a tragicidade como tudo se deu, mas a forma como se sucedeu o atendimento ao Wagner poderia ter salvo a sua vida. O método que estamos falando é conhecido como Manobra de Heimlich e ajuda em casos de sufocamento.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 7

Sintomas de sufocamento são claros: Incapacidade de respirar ou apresentar respiração barulhenta e trabalhosa; Não conseguir falar; Incapacidade de tossir adequadamente;
Lábios e leitos ungueais azuis ou acinzentados; Perda de consciência. Em uma situação como esta é possível notar que a pessoa colocará as mãos em volta do pescoço e ao notar estes gestos, você verá os sintomas citados acima. Primeiramente para realizar a Manobra de Heimlich, a pessoa deverá ter consciência do que você está fazendo.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 8

Coloque os braços em volta da cintura da vítima e fique em pé, com as pernas separadas para dar mais apoio. Com cuidado, coloque ambos os braços em volta da cintura dela e incline-a um pouco para frente. Feche uma das mãos e coloque-a sob a caixa torácica, mas acima do umbigo, e posicione a outra mão em volta do seu punho.
Dê diversas estocadas.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 9

Isso pode ser feito pressionando com força e velocidade a área do abdômen com um movimento para dentro e para cima à medida que pressiona, como se você quisesse levantar a vítima. Cada estocada deve ser rápida e forte. Dê mais cinco estocadas seguidas e rapidamente. Caso o objeto ainda não seja desalojado, faça isso mais cinco vezes.
Golpeie as costas da pessoa. Se o corpo estranho continuar alojado mesmo após a manobra de Heimlich, dê cinco golpes nas costas da vítima. Use a parte da mão que se conecta ao próprio punho, atingindo a parte entre as omoplatas.

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 10

Pressione com força para que o objeto saia das vias aéreas. No entanto, a força deve ser aplicada apenas com suas mãos; não aperte o local em volta da caixa torácica ou abdômen da vítima. Ligue para a emergência (192). Entre em contato com o SAMU se não conseguir fazer com que o corpo estranho seja desalojado; de preferência, peça para que alguém ligue para o 192 se a manobra de Heimlich não der certo da primeira vez e você estiver dando os golpes nas costas da pessoa. Quando o paramédico chegar, ele conseguirá desalojar o objeto, que é quando você deve se distanciar da vítima.

Imagens: Facebook/ Twitter/ Instagram

Criada em Campinas, Lei Lucas é sancionada pelo presidente 11

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Sabe aquela ideia que as pessoas têm de filme de Bang-Bang com um caubói forasteiro habilidoso duelando com um assaltante de banco no meio da cidade? Ou de pessoas brigando em bares e sendo arremessadas na água dos cavalos? Bem, talvez não tenha sido bem assim... Confira neste vídeo os mitos em que muitos acreditam sobre o Faroeste, mas estão longe da realidade:

8
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Lei Lucas, criada em Campinas, agora vale para o país inteiro
Os mais comentados