0 Comentário

Unicamp desenvolve remédio capaz de matar células de câncer

Pesquisadores da Unicamp desenvolveram um remédio inédito no Brasil, que é seis vezes mais potente que as drogas usadas atualmente, e que é capaz de matar as células do câncer de bexiga. A droga apresentou resultados positivos em pacientes que já estavam desenganados pelos médicos, e poderá ser usada por pacientes em qualquer estágio da doença. Geralmente o tratamento de câncer da bexiga é feito com BCG, mas além de enfrentar a falta do medicamento, pacientes sofrem com os efeitos colaterais.

Unicamp desenvolve remédio capaz de matar células de câncer 1

Esse, além da alta eficácia no tratamento, que provou ser capaz de destruir as células cancerígenas, até mesmo em pacientes que já estavam passando por processo de metástase, é um dos grandes fatores destacados por pacientes que participaram da fase de pesquisa do medicamento. Segundo relatos, os efeitos colaterais são mais brandos, e o paciente se sente bem melhor após a administração do tratamento. Isso faz com que quem está em tratamento se sinta mais forte para enfrentar a doença, segundo alguns pacientes.

Unicamp desenvolve remédio capaz de matar células de câncer 2

O estudo levou 12 anos para ser finalizado. É com certeza uma grande revolução, pois devido ao fato de ser desenvolvido com substâncias muito pequenas e com alto poder de ação, faz com que os pacientes não precisem tomar grandes doses da medicação, que é seis vezes mais potente que a usada atualmente. Ele estimula a produção de proteínas que defendem as células e destroem os tumores. Pacientes com metástase que foram submetidos ao tratamento com a nova droga tiveram sua expectativa de vida aumentada de 3 meses para mais de 1 ano.

Unicamp desenvolve remédio capaz de matar células de câncer 3

Pacientes estão muito esperançosos com essa nova descoberta, principalmente aqueles que já estavam perdendo a esperança de cura, que não acontecia mesmo depois de cirurgias e tratamento com quimioterápicos. A comunidade médica espera que o medicamento esteja à disposição dos pacientes em até 6 anos, e que um grande número de pacientes possam ser beneficiados por essa descoberta fantástica. Parabéns aos pesquisadores que fizeram essa descoberta que salvará muitas vidas!

Unicamp desenvolve remédio capaz de matar células de câncer 4

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Não sabemos se o mais bizarro é conhecermos mais do espaço que do fundo do oceano ou o fato de existir vida por lá! Esses animais abissais evoluíram de um jeito tão peculiar que poderiam facilmente estar em filmes de extraterrestres! Conheça mais sobre o que o fundo do oceano nos guarda:

Na maioria dos casos, os sintomas que um câncer pode oferecer são bastante óbvios, então a pessoa tem alguma margem de tempo seguro para reagir. Se você notar uma pinta com a aparência um pouco estranha, uma mancha semelhante a uma marca de nascimento ou outras marcas na sua pele que você não tinha antes, você não deve hesitar em procurar um médico imediatamente. No entanto, em outros casos menos comuns (aproximadamente 1 em 100), não há sinais aparentes do desenvolvimento de um câncer de pele. Em vez disso, a doença pode se manifestar para que o afetado não suspeite que seja realmente câncer. Abaixo, mostraremos alguns sintomas que devem ser levados em consideração.

#1. Caroços sob a pele

#1. Caroços sob a pele

Você não pode vê-lo, mas se você sentir uma espécie de caroço em algumas áreas da pele, especialmente em áreas como a virilha, axila ou pescoço, pode ser uma indicação de que o câncer de pele já se espalhou para os gânglios linfáticos, de acordo com clínicos especializados e cirurgiões. Nesse momento, o câncer começa na pele, mas a pessoa afetada não pode vê-lo. Uma boa regra que se aplica a vários casos é: se você encontrar um nódulo em qualquer lugar, vá ao médico.

#1. Caroços sob a pele 1

#2. Dores abdominais

Ao mesmo tempo que os gânglios linfáticos podem ser seriamente afetados, o melanoma também pode se espalhar para o fígado da pessoa afetada. Se isso acontecer, você provavelmente experimentará dor intensa no "quadrante superior direito" do abdômen, de acordo com os médicos especialistas. No entanto, deve-se mencionar que este tipo de dor está relacionada a muitas condições de saúde distintas, algumas das quais não são muito assustadoras, como os cálculos biliares. Então, não entre em pânico e consulte um médico o mais rápido possível.

#2. Dores abdominais

#3. Problemas respiratórios

Uma vez que o melanoma tenha se agravado, outra área que pode ser afetada, provavelmente, são os pulmões. Como resultado, o portador do câncer pode sofrer de uma falta de ar ou uma tosse persistente. Caso isso ocorra, as chances de ser um melanoma não são muito altas. Pelo contrário, é mais provável que o paciente tenha asma ou bronquite. No entanto, ainda é aconselhável ir ao médico para realizar uma revisão de rotina.

#3. Problemas respiratórios

#4. Dor nas articulações

Além dos gânglios linfáticos, os pulmões e o fígado, os ossos são outro lugar onde um melanoma pode se espalhar, mesmo que os sintomas que aparecem na pele tenham diminuído progressivamente. Se isso ocorrer, a pessoa afetada pode experimentar sintomas semelhantes à artrite, como dor nas articulações. Se você não consegue entender o porquê da dor nas suas articulações, como seus quadris ou joelhos, vá até um médico prontamente, para se livrar de dúvidas. Você também pode dar uma olhada em determinadas dietas que ajudam com a dor nas articulações.

#4. Dor nas articulações

#5. Problemas de visão

O câncer de melanoma começa com melanócitos, as células protetoras de pigmento que são encontradas principalmente na pele. No entanto, os olhos e outras partes do corpo também os contêm, então, em casos raros, alguns tipos de cânceres primários podem aparecer em um desses lugares. Se a pessoa afetada desenvolver um melanoma em ou ao redor dessas células oculares, a visão desfocada ou deteriorada pode ser um dos primeiros sintomas, bem como a descoloração ocular. Quando o melanoma atinge os olhos ou outros melanócitos não cutâneos, não tem nada a ver com a exposição ao sol. Em alguns casos, pode estar relacionado a uma síndrome genética, mas geralmente é bastante rara.

#5. Problemas de visão

#6. Dores de cabeça

Tal como acontece com os olhos e a área intestinal, o cérebro contém melanócitos, por isso também pode estar escondendo um melanoma oculto. Dores de cabeça severas, convulsões ou certos problemas cognitivos apresentam uma ampla gama de possíveis sintomas. Além disso, esses sinais podem surgir se a pessoa afetada tiver um melanoma que começou na pele e que já se espalhou pelo cérebro. Experimente alguns remédios naturais para tentar aliviar a dor de cabeça, caso seja outra condição comum.

#6. Dores de cabeça

#7. Cólicas

Também não se pode excluir que o melanoma entre na lista de doenças que podem causar sintomas relacionados ao intestino. Como nos olhos, o nosso intestino contém melanócitos, por isso também pode abrigar um melanócito oculto. Sintomas como diarreia, constipação intestinal (prisão de ventre), cólicas abdominais ou dor pulsante são sinais de que você deve ir ao médico para verificar. Considere isso como mais uma razão para não ignorar os sintomas e procurar tratamento o quanto antes.

Imagens: Twitter/ Pexels

#7. Cólicas

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Sabe quando alguém é picado por uma cobra em um filme e os mocinhos sugam o veneno com a boca e cospem, salvando a vida da pessoa? Pois é, a vida real não é tão simples assim... Confira neste vídeo:

47
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Como Entender Bohemian Rhapsody, O Maior Sucesso Do Queen!
Os mais comentados