0 Comentário

Voluntários se unem para construir casa para vendedor de picolé de 93 anos na cidade de Sabará

Por meio do Projeto Reconstrução elaborado pela equipe de voluntários que participa do projeto social Sabará Solidário, Antônio Ferreira, um senhor de 93 anos que vende picolés há 40 anos e é pai de cinco filhos, aguarda por uma nova casa a ser construída. O lugar onde mora atualmente está condenado e ele não dispõe de recursos para construir outra. Uma das filhas de Antônio, Elvira Ferreira, recorreu aos voluntários do projeto social para pedir ajuda.

Voluntários se unem para construir casa para vendedor de picolé de 93 anos na cidade de Sabará 1

“A filha dele nos procurou pedindo ajuda para reformar a casa. Contudo, quando chegamos lá, vimos que o imóvel está condenado e precisa ser demolida e depois reconstruída. Desde que começamos a levantar fundos, já arrecadamos algumas doações, que vieram até de Brasília (DF) e da Alemanha”, conta Rodolfo, um dos idealizadores do projeto Sabará Solidária.

Voluntários se unem para construir casa para vendedor de picolé de 93 anos na cidade de Sabará 2

Elvira morava no Rio de Janeiro e decidiu voltar para Sabará para cuidar do pai. Ela afirmou para o site do Bhaz que: “Ele [seu Antônio] caiu da escada e fraturou várias costelas em junho do ano passado. Eu vim visitá-lo logo depois do acidente e não voltei mais. Ele estava muito magro e triste, já não pode mais trabalhar e fazer o que ama”. “Fico com medo dela cair nas nossas cabeças. Já conhecia o sargento Rodolfo há mais tempo e procurei a ajuda dele. Ele prontamente me mostrou o projeto e começou a campanha”.

Voluntários se unem para construir casa para vendedor de picolé de 93 anos na cidade de Sabará 3

Na página do Facebook, um dos posts publicado no dia 10 de outubro diz: "Poucas pessoas acreditaram no meu sonho em ter uma corrente do bem, e hoje, o Sabará Solidária, com apenas 1 mes e 08 dias de vida, é um dos grupos MAIS SOLIDÁRIOS E ATIVOS DE MINAS GERAIS. A mais de 10 anos faço isso, desde os 05 anos andava com minha mãe que ajudava a CIDADE TODA, a pé, sem telefone na época, sem redes sociais, ela fazia tudo a pé e no boca a boca, o maior orgulho da minha vida é ela, que se foi pra junto de Deus, mas pra sempre estará aqui comigo, feliz de ter continuado o que ela fazia. Tô feliz de ter reacendido o espírito de amor ao próximo na cidade."

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube!
Fonte das imagens: Twitter

Voluntários se unem para construir casa para vendedor de picolé de 93 anos na cidade de Sabará 4

Evangélicos ajudam a reconstruir terreiro de Candomblé

"Se em nome de Cristo destroem, em nome de Cristo vamos reconstruir." Com esta frase a pastora Lusmarina Campos, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, se comprometeu a ajudar na reconstrução de um terreiro de candomblé destruído parcialmente desde o ano de 2014. No incêndio, que atingiu o segundo andar, a estrutura ficou comprometida e voluntários da igreja de Lusmarina ajudaram na remoção dos destroços como tijolo e madeira. O grupo ainda conseguiu arrecadar R$ 12 mil reais para ajudar com as reformas necessárias.

Evangélicos ajudam a reconstruir terreiro de Candomblé

A pastora ainda entende que era muito importante que os seus fiéis evangélicos demonstrassem que a figura de Cristo estava sendo utilizada de forma errônea. Segundo ela, era importante que os evangélicos dessem um testemunho positivo da sua fé. O terreiro já havia passado por outros ataques, segundo a mãe de santo do local, Conceição, já foram disparados tiros contra o templo e também contra a sua casa. Em outras ocasião, carros foram queimados e por fim, houve danos materiais ao terreiro.

Evangélicos ajudam a reconstruir terreiro de Candomblé 1

Para Conceição, os ataques tem um viés religioso, pois nada de valor é retirado do local. No ano de 2017, quase 72% dos casos de intolerância religiosa no Rio de janeiro foram praticados contra religiões de matrizes africanas. Também é cada vez mais comum que traficantes sejam utilizados como arma para este tipo de crime. Geralmente guiados pelas igrejas neopentecostais. Tanto a pastora Lusmaria quanto os voluntários, que foram fazer a entrega do dinheiro e ajudar como voluntários, foram ameaçados e tiveram que aturar críticas de outros religiosos.

Evangélicos ajudam a reconstruir terreiro de Candomblé 2

A mãe de santo Conceição, escolheu a cozinha para o início das obras, já que ela estava improvisada no quintal desde o incêndio de caráter criminoso. A lei que criminaliza a intolerância religiosa é a Lei 9.459, de 1997, caracterizada pela prática de discriminação ou preconceito contra religiões. Ela é embasada na defesa do Estado laico e na preservação da pessoa humana.

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube!
Fonte das imagens: Twitter

Evangélicos ajudam a reconstruir terreiro de Candomblé 3

Sem-teto ajuda jovem e sua vida muda completamente

Poderia ser apenas mais uma história de uma jovem que esquece de abastecer o carro e algum amigo a encontra para dar uma carona ou seus pais vêm tirá-la deste sufoco. Mas não é este o caso. A ajuda veio de quem menos a jovem esperava de uma pessoa que tinha muito pouco, porém não se importou em lhe dar os seus últimos trocados para que consigo chega sã e salva ao seu destino final. A história é de Kate McClue, moradora de Filadélfia, nos Estados Unidos, quando ela estava na estrada Interestadual 95.

Sem-teto ajuda jovem e sua vida muda completamente

Quando a jovem estava indo visitar um amigo, algo um pouco desesperador aconteceu: ela ficou sem combustível, parou no acostamento e ficou sem reação. Tentando procurar alguém para ajudá-la, um sem-teto aproximou-se. O seu nome era Johnny Bobbit Jr, de 34 anos. Sua história é triste, ele estava morando na rua há um ano e meio. Quando McClue parou na estrada, ele estava do outro lado do acostamento segurando algo parecido com um sinal.

Sem-teto ajuda jovem e sua vida muda completamente 1

Ele afirmou para Kate que ali não era um local muito seguro, mandou que ela entrasse no carro e fechasse as portas do veículo. Tomada a decisão de confiar em Jhonny, ele prometeu ajudá-la com os seus últimos 20 dólares em seu bolso. O homem foi caminhando até o posto de gasolina mais próximo e trouxe a gasolina que McClue precisava para sair daquela situação. Ela conseguiu ir embora, mas prometeu voltar para pagar a dívida de gratidão com aquele desconhecido.

Sem-teto ajuda jovem e sua vida muda completamente 2

Kate voltou levando dinheiro, roupa e comida para Jhonny. Eles conversaram muito no reencontro, e depois quando Kate contou a história para o seu namorado, juntos decidiram fazer uma campanha para arrecadar dinheiro e ajudar Jhonny. A intenção da vaquinha era arrecadar algo para arcar com um apartamento, carro e despesas para que ele conseguisse manter-se por alguns meses. Mas, surpreendentemente, eles conseguiram um valor de 400 mil dólares para o homem que pode recomeçar a sua vida.

Se gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos e nos acompanhe também no Instagram!
Fotos: Pixabay / Twitter

Sem-teto ajuda jovem e sua vida muda completamente 3
23
O que você acha?! Juntar-se à conversa
'Matrimônio sem filhos, não tem validade', diz vereador
Os mais comentados