Histórias reaisPolêmico

Publicado 2018-10-22
0 Comentário

Depois de festa com mulheres e cervejas, goleiro Bruno volta para o regime fechado

Após ser flagrado com mulherese e bebidas em um bar em Varginha, no Sul de Minas, o goleiro Bruno perdeu o direito de cumprir sua pena na Associação de Proteção e Assitência ao Condenado (Apac). Por conta disso, ele encontra-se novamente em regime fechado na mesma cidade. Outra coisa que pesou na gravidade do caso é que Bruno teria trocado mensagens de celular para marcar encontro com elas. Para o vice-presidente da Apac, Gilmar Dias Machado, o que Bruno fez é considerado uma falta grave já que houve a quebra da confiança entre os dois lados acordados.

Depois de festa com mulheres e cervejas, goleiro Bruno volta para o regime fechado 1

Além disso, Machado entende que é muito difícil haver uma segunda chance já que ele perdeu a oportunidade de fazer diferente. Enquanto isso, o advogado do goleiro Bruno, Fábio Gama, afirmou que não há como afirmar que seu cliente ingeriu bebida alcoólica. Ainda segundo ele, o bar é comumente usado pelos detentos da Apac e que a própria entidade tem um celular que é utilizado por todos os presos. A situação, de acordo com o advogado, foi uma armação para evitar que Bruno seja encaminhado para o regime semiaberto.

Depois de festa com mulheres e cervejas, goleiro Bruno volta para o regime fechado 2

Para quem tem a memória curta, o goleiro Bruno foi condenado a 20 anos e 9 meses de prisão, em 2013, pela morte e ocultação de cadáver de Eliza Samudio, ex-amante dele e que pedia o reconhecimento da paternidade do filho que tiveram juntos na justiça. Na época do crime, 2010, Eliza tinha 25 anos de idade e o goleiro estava no auge de sua carreira no Flamengo. E voltando à matéria principal, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) afirmou que não existe Apac funcionando em Varginha, porém há uma obra em construção da unidade.

Semiaberto

Semiaberto

Bruno Fernandes poderá cumprir sua pena em regime semiaberto domiciliar. Com isso, ele poderá voltar a dormir em casa! Segundo o seu advogado, ainda teriam que ser reduzidos de sua pena os 150 dias de trabalho e estudo dentro da prisão. De acordo com o advogado, dia 6 de novembro é a provável data em que ele poderá começar a umprir a pena no semiaberto. Em 2017, o goleiro chegou a ser solto por meio de uma liminar e atuou pelo Boa Esporte de Varginha. Mas logo depois teve o habeas corpus negado e sua liminar foi revogada.

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube!
Imagens: Twitter 1 / Twitter 2 / Twitter 3 / Twitter 4

Semiaberto 1

Filho de Elisa Samúdio e goleiro Bruno faz perguntas sobre o que aconteceu

Precisamos voltar um pouquinho no tempo antes de falar do assunto do artigo: em 2010, o goleiro Bruno Fernandes foi acusado de mandar matar com requintes de crueldade a ex-amante Elisa Samúdio. A modelo pedia que o goleiro reconhecesse a paternidade do filho deles, Bruninho. O final da história a gente conhece, Bruno foi condenado em 2013 a 22 anos e 3 meses na prisão. Ele está pagando pelos crimes de: homicídio triplamente qualificado, sequestro e ainda ocultação de cadáver. E ainda há mais novidades para o caso que talvez você ainda não saiba.

Filho de Elisa Samúdio e goleiro Bruno faz perguntas sobre o que aconteceu

Recentemente, o goleiro Bruno está para entrar com um pedido de progressão de pena para o regime semiaberto domiciliar, que ele poderá até procurar uma aproximação do filho com Elisa e tentar levar uma vida normal. Ele inclusive pode voltar a seguir sua carreira como goleiro pelo Boa Esporte, onde tem um contrato assinado. Enquanto isso, não sabe-se até hoje onde estão os restos mortais de Elisa e sua mãe, Sônia, entende que encontrá-los é poder dar prosseguimento à sua vida e ainda dar um outro lugar à sua filha para que o neto possa visitá-la.

Fonte: Twitter 1 / Twitter 2 / Twitter 3 / Twitter 4

Filho de Elisa Samúdio e goleiro Bruno faz perguntas sobre o que aconteceu 1

A mãe de Elisa falou recentemente sobre o caso e contou como é difícil falar deste assunto com Bruninho, seu neto e filho de Eliza e Bruno. Ela conta que as perguntas sobre os pais não param. Questionamentos sobre como era a voz de Elisa, qual o cheiro dela, onde ela estaria enterrada e além disso, ele pede por fotos para recordar-se de sua mãe. No último Dia das Mães, Bruninho ficou sabendo de toda a verdade sobre a morte de Elisa. As maiores perguntas do menino era a respeito de como ela havia morrido e onde ela havia sido enterrada.

Filho de Elisa Samúdio e goleiro Bruno faz perguntas sobre o que aconteceu 2

Sobre o pai, o menino já sabia de sua prisão, mas sobre a mãe não lhe era dado muitas respostas sobre o assunto. Mas o Dia das Mães foi quando Sônia decidiu se abrir para o neto. Ambos já faziam terapia para conseguir enfrentar o momento que viria uma hora ou outro. O menino faz quesitonamentos sobre o por quê de Bruno ter tentado matá-lo e também chamou-o de covarde pelo mal que fez à Eliza. Além disso, a vó já flagrou o menino assistindo a um vídeo no YouTube sobre Eliza somente para poder ouvir a sua voz. Ao menos ambos tiveram amparo de um profissional para lidar com este momento delicado. Boa sorte para o menino.

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de seguir o nosso perfil no Instagram!

Filho de Elisa Samúdio e goleiro Bruno faz perguntas sobre o que aconteceu 3
18
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Como Se Lembrar das Suas Vidas Passadas