Incrível!Histórias reais

Publicado 2018-10-23
0 Comentário

Caso de sequestro é solucionado depois de vítima confessar ter simulado o crime para encobertar a própria traição

A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Civil de Mato Grosso declarou como solucionado o caso de desaparecimento de uma cabeleireira, Alline Figueiredo da Cruz, de 28 anos, casada, mãe de dois filhos e foi supostamente sequestrada por 4 dias, do dia 17/10 (quarta-feira passada) até o dia 21/10 (domingo). O sequestro na verdade foi forjado por Alline e o amante Marcelo de Souza Arruda, eles se conheceram pelo Facebook.

Caso de sequestro é solucionado depois de vítima confessar ter simulado o crime para encobertar a própria traição 1

O motivo para que eles forjassem o sequestro foi ideia de Alline, depois de ter perdido a hora para voltar para casa e não querer levantar suspeitas para o marido. Ela havia saído de casa com o pretexto de participar de um curso de estética e beleza no dia 17/10 e a notificação sobre seu desaparecimento foi feita na quinta, 18/10, relatando que ela havia sido vista pela última vez na noite do dia anterior. A polícia prontamente iniciou a busca pela mulher.

Caso de sequestro é solucionado depois de vítima confessar ter simulado o crime para encobertar a própria traição 2

Parentes de Alline receberam telefonemas no dia 18/10, quinta-feira, de um homem que se identificou como o sequestrador, enviando instruções para que eles não envolvessem a polícia e, caso o fizessem, Alline seria morta. Durante o final de semana, a GCCO recebeu depoimentos e investigou as pistas do suposto sequestro. A equipe de Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) analisou o carro de Alline que foi abandonado perto da Avenida Fernando Côrrea, na capital de MS.

Caso de sequestro é solucionado depois de vítima confessar ter simulado o crime para encobertar a própria traição 3

Segundo o que Alline havia dito aos familiares, o fim do sequestro aconteceu no domingo, após quatro dias. Em contrapartida, testemunhas relataram à polícia que Alline foi vista acompanhada de um homem consumindo bebidas alcoólicas horas depois do suposto desaparecimento. Já prestando depoimento à polícia, Alline confessou que teria passado da conta no consumo de bebida alcoólica e para não levantar suspeitas, ela teve a ideia de um falso sequestro para justificar sua ausência para o marido e Marcelo se opôs a ideia mas isso não foi suficiente.

Caso de sequestro é solucionado depois de vítima confessar ter simulado o crime para encobertar a própria traição 4

Ela e o amante se dirigiram a Mimoso, a 35km de Cuiabá, para uma propriedade do pai de Marcelo e juntos permaneceram até o sábado. Junto a polícia, ela confessou ter comprado um chip para disfarçar o contato do "sequestrador" com a família dela, ter rasgado as próprias roupas antes de ter pedido ajuda à polícia. O delegado titular da GCCO afirmou que Alline e Marcelo responderão criminalmente por falsa comunicação de crime.

Caso de sequestro é solucionado depois de vítima confessar ter simulado o crime para encobertar a própria traição 5

Sobre detalhes do suposto sequestro, Alline Figueiredo da Cruz relatou ter sido rendida por três criminosos portando armas e que a obrigaram a acompanhá-los para um carro e foi mantida em um quarto durante quatro dias, de quarta-feira até domingo. Alline e Marcelo se conheceram há aproximadamente um mês, por meio do Facebook e agora estão sendo indiciados por mobilizarem forças de Segurança Pública por causa de "uma narrativa absolutamente falsa e irresponsável". Seria esse o final feliz da história do casal?

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube!
Fonte: Instagram / Facebook / Twitter

Caso de sequestro é solucionado depois de vítima confessar ter simulado o crime para encobertar a própria traição 6

Como saber se a TRAIÇÃO não é física, mas EMOCIONAL

A infidelidade coloca-nos frente a frente com a dor, com emoções à flor da pele e, acima de tudo, as justificativas para isso são tão feias quanto desagradáveis. É por isso que muitos tentam definir um limite e tentam entender até que ponto um simples "flerte" é considerado uma traição. Muitos se perguntam se uma conversa por WhatsApp é considerada infidelidade, a frequência com que escrevemos para uma pessoa, o grau de intimidade das conversas e também o fato de enviar “nudes” para uma pessoa que não seja seu parceiro(a).

Como saber se a TRAIÇÃO não é física, mas EMOCIONAL

Em suma, a tecnologia abriu as portas para o surgimento de um novo tipo de infidelidade: a emocional. Ou seja, essa traição na qual, mesmo que o contato físico não esteja envolvido, há outras coisas que são trocadas com outra pessoa que não com o casal, como atenção, elogios e muitos sinais de carinho. Então, se você suspeita que seu parceiro está sendo emocionalmente infiel, os seguintes sinais irão confirmar suas suspeitas…

Como saber se a TRAIÇÃO não é física, mas EMOCIONAL 1

1. As relações íntimas aumentaram ou diminuiram drasticamente

Quando uma pessoa está emocionalmente conectada com outra pessoa fora do seu relacionamento, ela transporta a conexão física que não existe nessa relação que se estabelece emocionalmente para seu parceiro(a), ou pode também acontecer que a pessoa infiel emocionalmente se sente culpada e quer recorrer ao sexo para curar todas as suas falhas com o seu par. Embora, de acordo com especialistas, em alguns casos o oposto pode acontecer e a atividade na cama se torna definitivamente nula.

1. As relações íntimas aumentaram ou diminuiram drasticamente

2. Cada vez que o telefone toca, o parceiro se isola

Se você perceber que toda vez que chega uma notificação no celular dele(a), ele(a) se retira do ambiente para atender uma ligação, você deve ficar alerta. Aquele que não deve nada, não teme, então, se agora, todas as ligações do outro se tornaram um verdadeiro mistério ou as mensagens chegam até tarde da noite, é um sinal de que algo não está certo…

2. Cada vez que o telefone toca, o parceiro se isola

3. Ele(a) parece estar mais distante de você

Quando se tem o apoio emocional de outra pessoa, o interesse no casal diminui, porque essa necessidade é suprida por outra pessoa. Em geral, nossa atenção sempre será direcionada para aqueles pelo qual nos sentimos atraídos. Portanto, agora há um novo protagonista na vida dele(a)...

4. Ele(a) faz críticas que antes não existiam
Se, além de estar distante de você, a atitude que seu amor tinha em relação à você começa a mudar, como por exemplo, tecer comentários desagradáveis sobre coisas que antes não eram percebidas ou faladas, pode ser que a sua relação não seja a mesma. De repente você fica chateado(a) sem qualquer explicação e parece que tudo o que você faz está errado... é porque definitivamente há alguém entre vocês.

3. Ele(a) parece estar mais distante de você

5. Possui um maior interesse em permanecer conectado(a)

Antes, ele(a) não prestava muita atenção ao celular, muito menos em suas redes sociais, mas agora parece que precisa ter o telefone na mão para sobreviver. Você anda notando que ele(a) agora está sempre conectado(a), checando cada notificação que aparece em suas redes e sua vida cibernética parece ser muito emocionante? Isso pode ser um sinal de que existe um interesse especial em outra pessoa, fora da relação entre vocês dois... Para muitas pessoas, a infidelidade emocional dói tanto quanto ou até mais do que a infidelidade física, já que o desejo de estar com outra pessoa está presente nos dois tipos. Além disso, é o contato sentimental, o compartilhamento dos sentimentos e de momentos, que também são considerados como "intimidade".

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube!
Fonte: Instagram / Facebook / Twitter

5. Possui um maior interesse em permanecer conectado(a)
3
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Os PADRINHOS do Bebê de MEGHAN MARKLE e do Príncipe HARRY!