Incrível!Histórias reais

Publicado 2018-10-25
0 Comentário

As cidades submersas que foram descobertas nos lugares mais misteriosos da Terra

As ruínas de inúmeras cidades que estão espalhadas ao redor do mundo despertam a admiração profunda em milhões de pessoas! Quando se fala de cidades submersas, essa magnificência é ainda maior, já que as águas ao redor dão todo um ar de melancolia e mistério, afinal, quem nunca ouviu falar da cidade perdida de Atlântida? Fato é que elas são especialmente mistificadas e elas variam de sítios arqueológicos que foram minuciosamente mapeados até cidades lendárias que foram achadas por acaso. Aqui apresentamos a lista de cidades submersas:

1. O monumento de Yonaguni

1. O monumento de Yonaguni

Um debate de longa data divide as opiniões de arqueólogos em relação ao monumento de Yonaguni (também conhecido como Pirâmide de Yogunani), se elas foram construídas pelo homem ou se foi uma construção da própria natureza. Caso a primeira seja verdadeira, a relíquia pertenceria a uma complexa civilização que viveu há cerca de 3.000 anos atrás. Elas foram encontradas em 1986, na própria ilha de Yonaguni que pertence ao arquipélago de Yaeyama, noroeste da ilha principal no Japão.

1. O monumento de Yonaguni 1

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! A maioria de nós descobriu o Dia das Bruxas em filmes e séries dos Estados Unidos a que crescemos assistindo, mas poucos sabem que essa tradição é muito maior e mais antiga! Nem norte-americana é! As origens são tão fortes e misteriosas que sobrevivem até hoje - e movimentam MUITO DINHEIRO. Entenda tudo neste vídeo:

O motivo para o debate é justamente as quinas vivas que o monumento apresenta, o que é incomum de ser encontrado na natureza. Além disso, podem ser encontradas estruturas que se assemelham a escadas e até mesmo sinais de manifestação culturais, como monumentos no formato de animais e pessoas que foram descobertos ao redor da estrutura.

1. O monumento de Yonaguni 2

Já para os que defendem que a estrutura se deu de forma natural, o argumento é que o arenito que compõe o monumento geralmente se fragmenta formando cantos vivos e que por mais que a estrutura pareça ter sofrido intervenção humana, acaba sendo na verdade obra da Mãe Natureza. Quanto aos mergulhadores que tem a oportunidade de visitar o local, a opinião de que é uma construção humana é praticamente unânime.

1. O monumento de Yonaguni 3

2. O Palácio de Cleópatra

Cleópatra foi a última faraó do Egito, governando a cidade de Alexandria por duas décadas. A famosa faraó morava em um palácio que estava localizado na ilha de Antirhodos e o que muitos não sabem sobre este local de onde ela governava é que ele foi coberto por água há 1400 anos, por causa de uma série de terremotos intensos e só foi redescoberto há pouco mais de 20 anos atrás, em 1996. Os responsáveis por esta redescoberta, um grupo de mergulhadores liderado pelo arqueólogo Franck Goddio, foram guiados por descrições contidas em obras da literatura grega clássica.

2. O Palácio de Cleópatra

O sítio arqueológico foi encontrado em ótimo estado de conservação e conta com uma vasta coleção de artefatos antigos como estátuas reais, esfinges, jóias, moedas e fragmentos do antigo templo. O impacto dessa redescoberta para a história da humanidade é tremendo, visto que o lugar é praticamente uma arca do tesouro repleta de antiguidades e muitas não foram trazidas para a superfície ainda. O Egito pretende capitalizar o local, convertendo-o em um museu submerso para que visitantes de todo o mundo possam visitar as ruínas por meio de túneis estrategicamente posicionados que seriam construídos ao redor da área.

2. O Palácio de Cleópatra 1

3. A Cidade de Pavlopetri

Essa é uma das cidades submersas mais antigas do mundo, cerca de 5.000 anos, que está localizada sob as águas do Mar Mediterrâneo próximo a Lacônia, ao sul da Grécia. Muitos acreditam que essa cidade tenha servido de inspiração para o mito da Cidade Perdida de Atlântida, de Platão, já que essa é a única cidade submersa da região que já existia antes da criação do mito de Atlântida. A área se estende por 30.000 metros quadrados e foi consumida pelas águas há aproximadamente 1.000 anos antes de Cristo.

3. A Cidade de Pavlopetri

A cidade foi descoberta em 1967 por Nicholas Fleming, um dos fundadores do departamento de Arqueologia Submarina da Grã-Bretanha, e posteriormente, junto com membros de seu grupo da Universidade de Cambrigde. Para pesquisadores das Eras da Pedra e do Bronze, está é uma das descobertas mais significativas já que como casas, pátios, tumbas, construções religiosas e até mesmo ruas são claramente visíveis, atualmente depositadas sobre o assoalho oceânico.

3. A Cidade de Pavlopetri 1

O que torna a cidade de Pavlopetri tão importante para a história da humanidade é o fato de ter sido completamente submersa por causa de um terremoto ou uma tsunami, ainda não se sabe qual o verdadeiro fenômeno natural que causou o afundamento. Fenômenos à parte, a cidade nunca mais voltou a superfície para ser repopulada e reconstruída e por isso ela está perfeitamente preservada, representando um recorte exato de como a cidade era há milhares de anos atrás.

4. Cidade de Dwarka

4. Cidade de Dwarka

Esta cidade submersa foi localizada por acaso, em 2002, enquanto medições sobre o nível de poluição ao redor do Golfo de Cambay na Índia estavam sendo realizadas. Posteriormente, mergulhadores encontraram diversos artefatos no local, como miçangas, cerâmica e até mesmo dentes humanos. Foi realizada uma análise de carbono-14 nos dentes humanos que foram encontrados e o resultado diz que eles tem cerca de 9.500 anos de idade.

4. Cidade de Dwarka 1

Como dissemos anteriormente, quando falamos sobre A Cidade de Pavlopetri, a cidade de Dwarka poderia ser uma das mais antigas já existentes e seu valor histórico é tremendo, já que cidades como essas não eram conhecidas há 4.500 anos atrás, quando a Mesopotâmia foi fundada. Uma das possíveis explicações para o fim da cidade é que Dwraka tenha sido afundada por conta do último derretimento de uma geleira há 10.000 anos.

4. Cidade de Dwarka 2

Além disso, ela é considerada sagrada para diversas religiões como o Hinduísmo e o Budismo, já que acredita-se que o deus Hindu Krishna tenha vivido na cidade durante o tempo em que ela foi considerada a Capital do Reino de Anarta. O nome Drwaka significa "Portão Para o Paraíso".
Como você pode ver, essas são algumas das cidades submersas de uma lista de diversas outras. Qual a sua preferida?

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube!
Fonte: Twitter

4. Cidade de Dwarka 3

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Os nossos hábitos e maniais podem até nos incomodar um pouco, mas como fazem parte da rotina, não costumamos pensar muito neles. Ainda assim, você já imaginou quanto nossas vidas podem melhorar se mudarmos pequenas atitudes que repetimos todos os dias?? Talvez você possa começar por estas cinco:

32
O que você acha?! Juntar-se à conversa
Por que as Spice Girls estão de volta sem Victoria?