Histórias reaisPolêmico

Publicado 2018-10-08
0 Comentário

Pichações nazistas e xenofóbicas em Campinas fazem a GM entrar em alerta

É difícil pensar em um país no mundo que tenha passado por um processo de miscigenação tão intenso quanto o do Brasil. O que é miscigenação? A mistura entre diferentes etnias humanas. Segundo o censo de 2010, o Brasil é composto por 47,51% de brancos, 43,42% de pardos, 7,52% de pretos, 1,1% de amarelos e 0,42% de indígenas. Com base nestes números podemos afirmar que somos bastante diversificados! Além destes dados, podemos citar as pessoas que declararam origem diferente da brasileira. 15,72% declarou ter origem italiana, 14,50% portuguesa, 6,42% espanhola, 5,51% alemã e 13,32% outras origens que podem ser africana, indígena, judaica e árabe.

Pichações nazistas e xenofóbicas em Campinas fazem a GM entrar em alerta 1

Toda esta introdução é para tornar ainda mais estarrecedor o artigo que vem a seguir. Em Campinas, no estado de São Paulo, pouco antes das eleições foram feitas pichações de cunho nazista, xenofóbicas e fascistas. Para sermos mais exatos as pichações estão próximas ao Parque Portugal, na Lagoa do Taquaral. O conteúdo das pichações é de total falta de noção. "Back to Haiti" (Voltem para o Haiti). "White Pride" (Orgulho Branco). "h88ligan" (que são aqueles torcedores que vão aos jogos para brigar). Porém, não acaba por aí...e o problema é se isso for apenas o começo.

Pichações nazistas e xenofóbicas em Campinas fazem a GM entrar em alerta 2

Além das frases já citadas, era possível ver o número 88 também pichado, que é uma maneira de escrever a saudação a Adolf Hitler (Heil Hitler). Isso porque a oitava letra do alfabeto H, por isso fica como HH ou a saudação "Heil Hitler". As marcas encontram-se próximas ao primeiro portão que dá acesso ao parque público. As novas pichações acontecem pouco mais de 2 meses depois do mesmo tipo de caso na Unicamp (Universidade de Campinas). A Secretaria de Serviços Públicos já afirmou que a limpeza dos postes já foi feita, mas enquanto isso a casa não pode ser repintada por ser uma propriedade particular.

Pichações nazistas e xenofóbicas em Campinas fazem a GM entrar em alerta 3

A Guarda Municipal afirmou que deve aumentar a ronda pelas redondezas e ainda disse que a GM já conta com uma base no Parque Taquaral. Outra informação que a GM deu é que analisará as câmeras de segurança no intuito de encontrar o responsável pelas pichações. Tomara que encontrem os responsáveis ou ou responsável que responderá criminalmente por pichação, que tem pena de 3 meses a 1 ano mais multa. E também poderá responder por apologia ao naszismo, que é crime com base na lei n.º 7.716/89, em seu artigo 20: § 1º.

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário em nossa página! Compartilhe com os seus amigos e não esqueça de seguir o nosso perfil no Instagram!
Fonte: Twitter / A Cidade On 1 / A Cidade On 2 / Pixabay

Pichações nazistas e xenofóbicas em Campinas fazem a GM entrar em alerta 4

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Sabe aquela ideia que as pessoas têm de filme de Bang-Bang com um caubói forasteiro habilidoso duelando com um assaltante de banco no meio da cidade? Ou de pessoas brigando em bares e sendo arremessadas na água dos cavalos? Bem, talvez não tenha sido bem assim... Confira neste vídeo os mitos em que muitos acreditam sobre o Faroeste, mas estão longe da realidade:

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além...

Essa história que pouca gente conhece trata de um plano que se pode qualificar como maníaco por parte da Alemanha nazista. Mais de 16.000 bebês foram mantidos num mesmo edifício com a ideia de serem criados todos de uma vez e repovoar o desfalcado exército nazista e a nação do Terceiro Reich pelo planeta. A organização que se ocupou dessa impressionante missão foi a Lebensborn, que por sua vez era controlada por Heinrich Himmler, líder da SS.

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além...

Milhares de bebês foram criados sob o manto dos nazistas, doutrinados pela ideologia nacional-socialista para, assim, haver uma grande reserva de povoadores do planeta após ele ter sido conquistado. Também eram muito úteis para incorporar postos no exército nos fins da guerra. Sem dúvida, uma ideia megalomaníaca, como tudo o que envolvia a Alemanha nazista. Era preciso crianças de sangue ariano puro no planeta e, com o começo desse programa, foram conseguidas muitas crianças de olhos azuis e cabelos loiros.

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 1

Era um grande edifício que se conseguiu mobiliar de forma rápida com objetos roubados de casas judias abandonadas. Nesse lugar, havia milhares de mulheres grávidas, noivas de soldados alemães. Eram alimentadas e cuidadas nos mais mínimos detalhes, com a ajuda de enfermeiras e médicos. Mas chegou um momento em que as mulheres grávidas de soldados não eram suficientes para cobrir as expectativas do projeto...

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 2

Dessa forma, crianças de olhos claros e cabelos loiros começaram a ser roubadas, mais de 200.00 crianças foram sequestradas nas regiões da Europa ocupadas pelos nazistas. Esses bebês eram então enviados a famílias alemãs para que fossem acolhidos com falsos documentos. Muitos pais enviavam seus filhos para a Alemanha para salvá-los de uma morte inevitável em câmeras de gás, mas outras crianças eram tiradas dos braços de seus pais contra sua vontade.

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 3

Mas nem todas as crianças que eram enviadas ao centro de nascimentos eram consideradas aptas para fazer parte da nova raça ariana. Antes tinham que passar por uma prova. Consistia em uma vistoria das características. Quase todos tinham olhos azuis e cabelo claro. Se passavam a dita prova, eram normalmente enviados a famílias aristocráticas que não podiam ter filhos. O nome da organização que executou esse misterioso projeto era Lebensborn, que significa “fonte de vida”.

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 4

O Lebensborn foi criado na cidade de Munique no ano de 1935. Mais tarde, se estendeu a outros países ocupados na Europa após 1939. A origem dessa ideia tem um protagonista, Darwin. Suas teorias evolutivas foram difundidas por toda a Europa, em especial na região da Prússia, na qual foi aceita pelo socialismo entre fortes conflitos religiosos. Curiosamente, o Darwinismo, que foi uma ideia revolucionária e progressista, foi utilizada pelos nazistas para apoiar sua ideologia.

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 5

Dessa forma, apoiando-se em Darwin, o projeto nazista selecionava mulheres com mais atributos físicos e intelectuais para obter uma raça superior. Assim, pensavam em eliminar todas as falhas e defeitos que as outras raças do mundo pudessem ter, as quais eram qualificadas como inferiores. O líder da SS, que supervisionava esse projeto, deixou muito claro o procedimento adotado. Eram vários os preceitos a serem seguidos pelos trabalhadores da organização...

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 6

O primeiro era a ajuda total às famílias consideradas hereditariamente valiosas, de raça privilegiada. Essa ajuda incluía alojamento gratuito em casas confortáveis para as mães biologicamente valiosas. Tanto as crianças nascidas naquelas famílias como as mães eram assistidas com todos os cuidados. Toda atenção era pouca para as famílias que iriam proporcionar os novos “super homens” alemães.

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 7

No ano de 1939, essa organização contava com 8000 membros compulsórios. A metade eram altos cargos da SS. Mais tarde, o programa ampliou seus procedimentos, servindo também para ajudar as mães solteiras do país. Em 1941, foram criados novos centros na Noruega e na Polônia. Ao contrário do que se pensava, os nascidos nessa organização não apresentavam nenhum traço diferente dos demais, eram propensos a doenças e a ter deficiências físicas ou mentais da mesma maneira que qualquer outra criança de raça “inferior”.

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 8

O pior veio depois da guerra. Com a derrota dos nazistas, os centros que abrigavam milhares de crianças ficaram desacompanhados, já que os trabalhadores fugiram para se esconder das represálias dos inimigos. Muitos bebês perderam a vida e muitas outras crianças desapareceram sem deixar rastro durante os meses em que estiveram abandonadas após a guerra. Esse é o documento de um dos planos de repopulação mais sofridos da história. O que você achou? Sem dúvida, para os nazistas, o fim justificava os meios. Se você gostou deste artigo, dê um like e compartilhe com seus colegas.
Fonte: www.dailymail.co.uk

A história SECRETA das fábridas nazistas de bebês... o que faziam alí vai além... 9

Não perca o novo vídeo do nosso canal do Youtube! Se deixássemos de comer tudo o que nos dizem que faz mal, muitos de nós nunca mais seriam felizes. Contudo, alguns ultrapassam alimentos tanto a barreira do “não faz bem à saúde” que alguns países tiveram que proibir a circulação ou fazer alertas oficiais sobre os perigos. Ainda assim, muitos deles podem ser encontrados na sua esquina. Confira neste vídeo sobre quais você deve manter o alerta:

75
O que você acha?! Juntar-se à conversa

Idoso é preso após "cheirar e agarrar" criança de 10 anos